Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9955
Título: Aplicação da citogenética na avaliação da radioproteção de traumatologistas do Recife
Autor(es): Regia Pereira Braga, Lidiane
Palavras-chave: citogenética; dosimetria biológica; radioproteção
Data do documento: 2006
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Regia Pereira Braga, Lidiane; de Jesus Amaral, Ademir. Aplicação da citogenética na avaliação da radioproteção de traumatologistas do Recife. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo: Entre as atividades que envolvem a aplicação de radiação ionizante na medicina existem os procedimentos de fluoroscopia que corresponde a maior fonte de exposição dos médicos. A fluoroscopia consiste em um equipamento de raios-X acoplado a um intensificador de imagem. Esta metodologia permite a visualização em tempo real do interior do corpo do paciente durante uma cirurgia. Um recente estudo realizado com médicos traumatologistas do Recife (Brasil) revelou que muitos destes profissionais possuem dúvidas sobre as normas de radioproteção como também da importância de utilização de dosímetros fotográficos e avental de material equivalente ao chumbo durante a sua rotina de trabalho. Por outro lado, a quantificação de aberrações cromossômicas instáveis (dicêntricos, anéis e fragmentos) e micronúcleos são métodos comumente utilizados na biodosimetria através da análise citogenética, especialmente recomendada quando os dosímetros físicos não são empregados. A presente pesquisa foi projetada seguindo a aplicação das análises citogenética em linfócitos periférico destes profissionais para a avaliação dos níveis de exposição aos quais estes traumatologistas foram expostos, devido à falta da observância das normas de radioproteção. Os resultados obtidos nesta pesquisa mostraram que a freqüência de aberrações cromossômicas instáveis dos indivíduos estudados eram maiores que a dos indivíduos não expostos. Contudo, os resultados sobre a análise das freqüências de micronúcleos estavam de acordo com os valores internacionais estabelecidos para os indivíduos não expostos. Assim, este estudo enfatiza a importância do biomonitoramento individual para uma melhor percepção das condições de radioproteção. Além disso, os resultados desta pesquisa indicam que os níveis de exposição desses profissionais estão acima dos limites normatizados pela Comissão Nacional de Energia Nuclear-CNEN para trabalhadores ocupacionalmente expostos às radiações ionizantes
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9955
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9106_1.pdf1,48 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.