Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9888
Title: Modelagem hidrológica, com implantação de um limite máximo no déficit hídrico do modelo topmodel
Authors: Frassinete de Araújo Filho, Paulo
Keywords: Model Topmodel; Modelagem hidrológica
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Frassinete de Araújo Filho, Paulo; Joaquim da Silva Pereira Cabral, Jaime. Modelagem hidrológica, com implantação de um limite máximo no déficit hídrico do modelo topmodel. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: A modelagem hidrológica das vazões de saída em uma bacia hidrográfica pode ser mais precisa quando se usa parâmetros distribuídos ao longo da bacia e se leva em consideração suas características fisiográficas. model TOPMODEL utiliza o modelo digital do terreno, leva em consideração a área de contribuição a montante de cada célula e a declividade da célula, incorporando-os no índice topográfico que representa a potencialidade da célula em saturar. Assim, de acordo com a precipitação pluviométrica, com o estado de saturação do solo e com o déficit hídrico das células, calcula-se a vazão na seção exutória da bacia estudada. Para resolver alguns problemas existentes em aplicações do TOPMODEL a casos reais, foi feito o desenvolvimento teórico para implantar a distribuição espacial do déficit hídrico máximo, e realizada a implementação computacional no modelo. Neste caso foi utilizado o modelo TOPSIMPL, uma variante do modelo TOPMODEL que utiliza apenas 4 parâmetros. Esta nova versão foi aplicada à bacia do riacho Gameleira, afluente do rio Tapacurá, em Pernambuco. Para isto foi elaborado o modelo digital de terreno, instalado um sistema de aquisição automática de dados e, ao longo de 32 meses, foram armazenados os dados de precipitação pluviométrica e vazão a cada minuto. Foi realizada a calibração e validação das duas versões do TOPSIMPL com alguns eventos chuvosos na bacia do Gameleira e os resultados mostraram que as vazões na seção exutória tem seus valores calculados bastante semelhantes, tanto na versão 2 como na versão nova. Entretanto a versão nova mostrou uma melhor representação do estado de saturação das células. O déficit máximo, com sua distribuição espacial, propicia a aplicação do modelo em regiões semi-áridas, como é o caso do nordeste brasileiro, onde a camada de solo é rasa e a mesma pode atingir o limite máximo do déficit
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9888
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo9043_1.pdf3.58 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.