Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9875
Título: Projeto ético-político e exercício profissional: o que se tem a dizer da atualidade dessa relação?
Autor(es): Mendonça, Djanyse Barros de Arruda
Palavras-chave: Projeto ético-político; Prática profissional; Serviço Social
Data do documento: 2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Barros de Arruda Mendonça, Djanyse; Alexandra da Silva Monteiro Mustafá, Maria. Projeto ético-político e exercício profissional: o que se tem a dizer da atualidade dessa relação?. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Resumo: Neste documento estão sistematizadas as investigações, os estudos e as análises realizadas sobre as expressões do projeto ético-político na atualidade da ação profissional do assistente social. A questão que suscitou tal objeto foi: a prática profissional do assistente social expressa ser informada pelo projeto ético-político ou uma análise mais apurada revela que esse direcionamento profissional tende a preponderar no campo da subjetividade, do vir a ser profissional? Cabe ressaltar que o projeto ético-político está aqui entendido como uma direção profissional (social) cujas dimensões teórico-metodológica e prático-política, são fundamentadas em princípios e valores emancipatórios. Na condição de direção, está para a construção e articulação de consensos, estratégias e ações profissionais. Momentos estes perspectivados na superação das relações sociais que negam a constituição de uma nova sociabilidade. Sua principal característica é o fato de ser um DEVIR . E, como tal, carecer de objetivação. Objetivação esta que não se efetiva impunemente, haja vista o caráter contraditório que confere à profissão, cuja realização se dá numa realidade plena de determinações sociais. O método de pesquisa que orientou a investigação foi o materialista histórico-dialético. Sua escolha se deve por se constituir como um meio de interpretação do mundo, lastreado pelas categorias da totalidade social e da essência dos fenômenos. Frente ao mesmo, importa ter claro que o objeto de pesquisa não é o projeto em si, mesmo porque, não há como se pesquisar um DEVIR , mas a presença efetiva do projeto na prática profissional. Os dados pesquisados evidenciam o quanto a materialização desse projeto é determinada pelos fatores causais (condições e meios) do contexto social no qual se realiza a ação profissional e do qual o assistente social faz parte. E também o quanto é determinante devido à dimensão teleológica que possui. Que os assistentes sociais possuem informação sobre o projeto, sobretudo aqueles que concluíram a graduação dos anos 90 para cá. Mas a análise da relação assistente social/projeto faz ver que se tende a reproduzir o discurso crítico de forma insuficientemente alicerçada teórico-metodologicamente. Alicerce essencial ao agir consciente numa ou noutra direção. A constatação da realização superficial do momento teórico-metodológico na prática de profissionais que afirmam agir sob a orientação do projeto profissional crítico, certamente é reveladora do quanto esse projeto ainda se encontra em processo de consolidação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9875
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8300_1.pdf944,75 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.