Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9814
Título: Grupo de apoio para os pais de neonatos de risco: abordagem transdisciplinar com a família na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal
Autor(es): CABRAL, Virginia Buarque Cordeiro
Palavras-chave: Unidade de Terapia Intensiva Neonatal; Recém-nascido; Prematuridade; Grupos de Apoio; Família
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Buarque Cordeiro Cabral, Virginia; de Carvalho Lima, Marilia. Grupo de apoio para os pais de neonatos de risco: abordagem transdisciplinar com a família na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: As estratégias de intervenção que visam o apoio à família, vivenciando o nascimento e a hospitalização dos seus filhos na UTI neonatal (UTIN) são indispensáveis, ampliando e humanizando o cuidado neonatal. Assim sendo, o presente estudo teve como objetivo investigar o significado do grupo de apoio para os pais de neonatos de risco, descrevendo o seu funcionamento, a adesão e a participação dos pais e familiares às reuniões e interpretando o significado dessa abordagem na interação dos pais com os profissionais de saúde da UTIN. Utilizou-se a abordagem qualitativa no delineamento de uma pesquisa-ação. O estudo foi realizado na Unidade Neonatal do Hospital Prontolinda, em Pernambuco. A coleta de dados foi realizada através da observação e de entrevistas gravadas com treze mães, cinco pais, duas avós e dezesseis profissionais de saúde. As falas foram submetidas à análise de conteúdo, modalidade temática. No período de janeiro a junho de 2004, foram realizadas 25 reuniões do grupo de apoio para os pais, com 134 sujeitos participantes, entre mães, pais, avós, e outros familiares. A análise dos resultados evidenciou que o grupo de apoio para os pais de neonatos de risco proporcionou informação, apoio emocional e fortalecimento aos pais e familiares para vivenciar o nascimento e a hospitalização do filho na UTIN, além de capacitá-los para assumir os cuidados com o recémnascido. Paralelamente, houve crescimento interpessoal mútuo na interação entre pais-familiares-equipe de profissionais da UTIN. Conclui-se que intervenções desta natureza representam uma prioridade na abordagem com a família na UTIN
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9814
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8728_1.pdf2,83 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.