Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9802
Title: Estudo sociológico institucional do processo de mudança do ensino médico na Universidade de Pernambuco(UPE)
Authors: Cavalcante Sampaio, Adriano
Keywords: Estudo sociológico; mudança do ensino médico
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cavalcante Sampaio, Adriano; Marcos de Medeiros Gomes de Matos, Aécio. Estudo sociológico institucional do processo de mudança do ensino médico na Universidade de Pernambuco(UPE). 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Abstract: Objetivou-se analisar o processo de mudança do ensino médico na Universidade de Pernambuco (UPE) no período 1991-2000, a partir de uma análise institucional, numa visão dialética, contrária a tradicional abordagem organizacional positivista e funcionalista. A UPE através da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), vem desde 1991 participando da Comissão Interinstitucional de Avaliação do Ensino Médico (CINAEM) que busca transformações no ensino médico brasileiro. Nestes quase dez anos foram observadas tímidas mudanças pedagógicas e curriculares, embora haja uma quase unanimidade quanto à necessidade das mesmas. A fundamentação epistemológica adotou os postulados da análise institucional de Lourau, da teoria da complexidade de Morin e do imaginário nas instituições de Enriquez. Para a análise das entrevistas construímos rubricas em função do material teórico trabalhado tendo sido escolhidas as seguintes categorias de análise: Poder e Ensino Médico; Ideologia e Status; Democracia; Ética e Ensino Médico e Paradigma x Transformações x Participação. As conclusões constataram que as mudanças alcançadas foram tímidas e que o processo de comunicação e envolvimento dos interessados foi muito incipiente. Como fatores intervenientes três evidencias foram relatadas: A condução dos dirigentes pouco contribuiu para o processo de mudança; os professores assumiram uma postura de resistência e os alunos foram coniventes com a lentidão do processo. Em função do atual projeto de mudança curricular foram deixadas como recomendações: o estabelecimento de um canal efetivo de comunicação e envolvimento dos professores e alunos para conhecimento entendimento e participação no processo, a capacitação urgente e permanente dos professores em métodos pedagógicos que envolvam os alunos como sujeitos do processo de aprendizagem e um monitoramento externo para avaliação sistemática e correção dos rumos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9802
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Sociologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo9341_1.pdf560.37 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.