Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/980
Title: Macrozooplâncton da zona econômica exclusiva do Nordeste do Brasil (revizee neii e neiii) com ênfase em Copepoda
Authors: CAVALCANTI, Eliane Aparecida Holanda
Keywords: Macrozoplâncton; Nordeste brasileiro; Copepoda
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Aparecida Holanda Cavalcanti, Eliane; Eduarda Lacerda de Larrazábal da Silva, Maria. Macrozooplâncton da zona econômica exclusiva do Nordeste do Brasil (revizee neii e neiii) com ênfase em Copepoda. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Abstract: O macrozooplâncton da Zona Econômica Exclusiva do Nordeste do Brasil (7O28 56 S - 34O32 45 W ; 7O30 30 S - 34O29 08 W) foi estudado a fim de determinar sua diversidade e distribuição. As amostras foram coletadas em 44 estações em 31/01 a 07/02/97 (NEII) e de 11 a 16/05/98 (NEIII), pelo navio oceanográfico Antares da Marinha do Brasil. Foram realizados arrastos oblíquos com rede tipo bongo (300 e 500μm de abertura de malha), acopladas com fluxômetro digital, numa velocidade de 2 a 2,5 nós e profundidade de 200m à superfície. As amostras foram fixadas em formaldeído a 4% e tamponada com água do mar. Foram identificadas 105 espécies. Copepoda foi o grupo mais abundante do macrozooplâncton. Dentre eles, Undinula vulgaris foi a espécie dominante. A densidade total para o NEII variou de 3,97 a 258,53 org.m_3 (para a rede de 500μm) e de 10,78 a 540,46 org.m-3 (para a rede de 300μm); durante o NEIII, de 3,61 a 76,38 org.m-3 (rede de 500μm) e, de 21,2 a 358,01 org.m-3 (rede de 300μm). Crustacea e Chaetognatha foram muito frequentes, seguidos em ordem decrescente por Cnidaria, Teleostei (ovos e larvas), Mollusca, Annelida, Chordata e Protozoa. A diversidade específica durante o NEII variou de 0,591 a 3,437 bits. ind.-1 (rede de 500μm) e de 0,648 a 4,037 bits.ind.-1 (rede de 300μm); durante o NEIII de, 0,503 a 3,141 bits. ind 1 (rede de 500μm) e, de 0,676 a 4,505 bits. ind-1 (para a rede de 300μm). Durante o NEII a equitabilidade variou de 0,373 a 0,960 (rede de 500μm) e, de 0,279 a 1,0 (rede de 300μm); durante o NEIII de 0,267 a 0,967 (rede de 500μm) e, 0,261 a 0,934 (rede de 300μm). Os baixos valores de diversidade e equitabilidade ocorreram devido à dominância de Undinula vulgaris e Calanopia americana, contudo, foi observada uma boa distribuição entre as espécies. A análise cofenética não revelou formação de grupos de Copepoda para a área estudada
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/980
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2002_1.pdf604.4 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.