Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9757
Título: Movimento estudantil de serviço social e partido político na contemporaneidade: contradições no período do governo Lula (2007/2010)
Autor(es): SILVA, Andréa Alice Rodrigues
Palavras-chave: Movimento Estudantil de Serviço Social; Partido Político; Lutas Sociais.
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Alice Rodrigues Silva, Andréa; de Fátima Gomes de Lucena, Maria. Movimento estudantil de serviço social e partido político na contemporaneidade: contradições no período do governo Lula (2007/2010). 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Esta dissertação analisa o Movimento Estudantil (ME), particularmente o Movimento Estudantil de Serviço Social (MESS) e sua relação com os partidos políticos, inserido no contexto das lutas sociais em um período do governo petista no Brasil (2007-2010). Para isso, realizamos um resgate histórico que explicita a relação do ME com tal organização política da classe trabalhadora. Logo após, focamos na questão partidária, entendendo o partido político como um dos instrumentos políticos da classe trabalhadora que interfere, direta e indiretamente, no ME e no MESS. Por fim, analisamos as contradições e desafios do MESS na atualidade, o qual direciona o posicionamento político e a organização das(os) estudantes do curso de Serviço Social que estão inseridas(os) num contexto maior de luta de classes na sociedade capitalista na qual vivemos. No desenvolvimento deste estudo, como forma de aprofundar o conhecimento do objeto investigado, utilizamos a pesquisa de campo, com a realização de entrevistas semi-estruturadas. Constatamos, então, um momento de desmobilização do MESS, que é reflexo de toda a conjuntura perversa e complexa vivenciada na atualidade. Mas, contraditoriamente, há um movimento de resistência e de tentativa de mobilizar e fortalecer o movimento referenciado pela parceria construída entre as entidades representativas do Serviço Social em nível nacional, e a luta que estas entidades desenvolvem para direcionar politicamente, de uma forma crítica, a formação e o exercício profissional das(os) assistentes sociais vinculadas(os) à construção de outra sociabilidade. Isto é, aliada às lutas da classe trabalhadora brasileira para além do capital. Nesse sentido, constatamos a importância da relação MESS com os partidos políticos no quadro geral de contradições em que o ME está inserido
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9757
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6521_1.pdf1,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.