Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9706
Título: Orientações da equipe de enfermagem para o estabelecimento da lactação em mães de recém-nascidos pré-termos internados em duas Unidades de Terapia Intensiva Neonatal do Recife
Autor(es): SANTOS, Betânia Lins dos
Palavras-chave: Aleitamento Materno; Pré- termo; UTI Neonatal; Equipe de Enfermagem
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Lins dos Santos, Betânia; Bechara Coutinho, Sonia. Orientações da equipe de enfermagem para o estabelecimento da lactação em mães de recém-nascidos pré-termos internados em duas Unidades de Terapia Intensiva Neonatal do Recife. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: Esta dissertação foi composta por uma revisão da literatura e um artigo original. A revisão aborda a importância, o apoio e o manejo do aleitamento materno para a alimentação do recém-nascido pré-termo. O artigo, intitulado Orientações da equipe de enfermagem para o estabelecimento da lactação em mães de recém-nascidos pré-termos (RNPT) internados em duas Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) do Recife, que apresenta dados primários obtidos através da pesquisa, teve como objetivos conhecer as orientações da equipe de enfermagem para o início e estabelecimento da lactação em duas UTIN e o tipo de alimentação administrada por sonda orogástrica. Foram entrevistadas 69 mães que se encontravam entre o 3o e 5o dia de puerpério, no período de março a julho de 2003. O tipo de alimentação foi avaliado através de formulário aplicado à equipe de enfermagem. As orientações e ajuda para ordenhar o leite materno foram recebidas por 56,5% e 53,6%, das genitoras, respectivamente. A utilização do leite da própria mãe foi maior nas crianças cujas mães receberam orientações e ajuda para ordenhar o leite e o fizeram com uma freqüência de oito a doze vezes nas 24 horas. A literatura consultada e a análise dos dados sugerem a necessidade de treinamento contínuo dos profissionais de enfermagem das UTIN, reforçando o contato precoce da mãe com seu filho, estimulando e apoiando o início precoce da lactação e ordenha freqüente do leite materno, favorecendo a alimentação exclusiva do prematuro com o leite de sua própria mãe
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9706
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8698_1.pdf773,74 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.