Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9673
Title: Flexibilizando o trabalho: desigualdade de gênero, saúde e precarização das atividades das pessoas trabalhadoras na feira-livre de Picos-PI
Authors: Pessoa de Oliveira, Gilvana
Keywords: Gênero; Flexibilização; Saúde e Precarização do Trabalho
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Pessoa de Oliveira, Gilvana; Regia Fernandes Gehlen, Victoria. Flexibilizando o trabalho: desigualdade de gênero, saúde e precarização das atividades das pessoas trabalhadoras na feira-livre de Picos-PI. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O presente estudo objetiva a análise dos impactos da precarização do trabalho na feira livre de Picos-Pi e os desdobramentos nas relações de gênero dos trabalhadores da feira livre. Neste estudo buscasse apreender os impactos da precarização nas condições de saúde do espaço da feira e geração e acúmulo de renda de homens e mulheres. A metodologia utilizada foi a de triangulação de métodos, numa abordagem qualitativa de análise e interpretação dos dados, realizando coleta de dados bibliográficos, dados in loco através de observação e aplicação de questionários. A flexibilização do trabalho vem alterando as relações sociais de gênero, que são baseadas nos papéis que homens e mulheres assumem na sociedade, considerando que fomos socializados de forma desigual para o mercado de trabalho; quando se reestruturam a relação indivíduo/trabalho, também se reestrutura a relação entre os gêneros. Com a redução contínua de direitos básicos no trabalho remunerado, causado pela busca incessante do capital, e a inserção desigual da mulher no mercado de trabalho, percebesse que as relações de gênero são produzidas e reproduzidas atreladas a modelos desiguais de conduta, para homens e mulheres. Este processo de socialização distinta de papéis masculinos e femininos conduz a diferentes processos de acumulação de bens e de acesso aos direitos básicos, como a saúde. Ao entender esse cenário, procurasse nesta pesquisa, discutir o papel de homens e mulheres trabalhadores na feira livre de Picos e sua inserção no mercado informal, as estratégias de solidariedade e resistência frente às dificuldades impostas pela precarização do ambiente de trabalho, no âmbito da saúde e renda
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9673
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5784_1.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.