Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9656
Título: Decifra-me ou te devoro: discurso e reforma universitária do Governo Lula: um enigma a decifrar
Autor(es): Rocha, Mirtes Andrade Guedes Alcoforado da
Palavras-chave: Reforma Universitária; Análise do discurso político; Apoio ao projeto de reforma universitária; Fundamentos da reforma; Concepção de Educação; Concepção e missão das universidades; Educação superior; Responsabilidade do Estado; Projeto político; Hegemonia burguesa
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Andrade Guedes Alcoforado da Rocha, Mirtes; Aline Albuquerque Costa, Anita. Decifra-me ou te devoro: discurso e reforma universitária do Governo Lula: um enigma a decifrar. 2005. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: Esta tese trata da reforma universitária, tendo como questão: Qual a direção social proposta para a universidade no projeto de reforma universitária do Governo Luís Inácio Lula da Silva? Defende que esta discussão justifica-se pela contribuição da universidade para o desenvolvimento das forças produtivas e controle social e para a reflexão filosófica, ética, estética e crítica da concepção de mundo dominante. Tem como objetivo identificar os fundamentos desta proposta de reforma da universidade brasileira e como hipótese que a proposta de reforma da universidade do governo Lula é componente de um projeto político que é definido na disputa entre projetos societários, nos marcos da reforma do Estado e das instituições, para viabilizar o pacto social que assegure a hegemonia burguesa no cenário da mundialização do capital. Adota como metodologia a análise do discurso, define como corpus da pesquisa artigos escritos por autoridades do Ministério da Educação, publicados em jornais entre os dias 06/12/2004 e 30/03/2005 e como categorias temáticas: a concepção de educação, a concepção e missão da universidade e o papel do Estado na educação superior. Identifica que este é um discurso politicamente correto , que utiliza termos com forte impacto emocional e moral para forjar a adesão da sociedade ao projeto de reforma universitária do governo. Por outro lado, é um discurso autoritário e prescritivo que desqualifica o dissenso. Sua análise permite verificar: a (re)significação da concepção de educação como bem público e direito social; a redefinição das responsabilidades do Estado com a educação, e a concepção de universidade heterônoma e eficiente segundo a lógica empresarial. Conclui que esta proposta está articulada com um projeto político mais amplo de reestruturação do bloco centrado na burguesia em novas condições econômicas e sociais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9656
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9028_1.pdf846,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.