Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9571
Title: Internacional Comunitária: ONGs chamadas alternativas e projeto de livre individualidade crítica à parceria enquanto forma de solidariedade de espetáculo no desenvolvimento de comunidade no Haiti
Authors: JUSTE, Jean Anil Louis
Keywords: Divisão Social do Trabalho;Divisão Internacional do Trabalho;Direitos Sociais;Movimento Camponês;Trabalho;Processamento e Operação de Carências;Solidariedade de Espetáculo;Internacional Comunitária;Estado capitalista periférico;Sociedade Civil;Organização Não-Governamental Alternativa;Projeto de Desenvolvimento de Comunidade;Projeto de Livre Individualidade
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Anil Louis Juste, Jean; de Fátima Gomes de Lucena, Maria. Internacional Comunitária: ONGs chamadas alternativas e projeto de livre individualidade crítica à parceria enquanto forma de solidariedade de espetáculo no desenvolvimento de comunidade no Haiti. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Esse trabalho analisa a contradição entre o projeto de educação popular e o projeto de desenvolvimento de comunidade que representam duas formas de atuação das ONGs chamadas alternativas no Haiti. Utiliza-se o arcabouço teórico marxiano que considera toda forma de atividade enquanto expressão ontológica e histórica de indivíduos sociais. Destarte, problematizamos a reivindicação de ajuda e solidariedade enquanto traço essencial que ongueiros atribuem às suas empreitadas, desfraldando-se a bandeira de sociedade civil como essência. O fato de as ONGs chamadas alternativas executarem projetos de desenvolvimento a partir de fundos arrecadados por ONGs do Norte, já constitui um problema cuja manifestação se encontra na posição de sociedade civil virtuosa. A análise das teses sobre o Terceiro Setor mostra, através de avaliação de ONGs chamadas alternativas, a inconsistência e incoerência dessas posições: o Projeto de Desenvolvimento de Comunidade reproduz relações hierárquicas do capital, sob o pretexto de uma solidariedade que não passa de um espetáculo. Ali, envolvem-se ONGs que processam e operam carências e ONGs que arrecadam fundos e financiam a execução de programas, prática esta que pressupõe a existência de privilégios expressos na exploração, dominação e discriminação dos trabalhadores através da cooperação internacional para o desenvolvimento. O Fundo Monetário, o Banco Mundial e a Organização Mundial do Comércio representam, nesse sentido, uma potente Internacional Comunitária que direciona as políticas voltadas para a reprodução das desigualdades sociais entre privilegiados e carentes. Nessas circunstâncias, o projeto de educação popular é incapaz de produzir indivíduos sociais que colocam a livre individualidade como alternativa à ordem do capital
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9571
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8293_1.pdf2.88 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.