Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9544
Título: A revista Ragú como um campo de críticas, reflexão e disputa no campo dos quadrinhos
Autor(es): Pereira de Carvalho, André
Palavras-chave: Discurso; História em quadrinhos; Semiótica; Pierre Bourdieu
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Pereira de Carvalho, André; Marcondes Ferreira Soares, Paulo. A revista Ragú como um campo de críticas, reflexão e disputa no campo dos quadrinhos. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Esta pesquisa analisa as histórias em quadrinhos da revista Ragú para entender a forma como se dá o percurso gerativo de sentido, ou as escolhas na construção do discurso, e a partir das estratégias discursivas empregadas, compreender as questões sociais que podem transparecer a partir das entrelinhas. Este estudo de caso se deu na revista Ragú por ser uma revista pernambucana com baixa inserção comercial, pois esta pesquisa visa compreender como o discurso das histórias em quadrinhos brasileiras recentes é construído. Para tanto, foi empregada primeiramente a semiótica como ferramenta metodológica, a partir dos conceitos de Greimas e José Luiz Fiorin, e o semisimbolismo, como proposto por Vicente Pietroforte. Ao desvendar como o sentido foi construído no recorte de oito estórias, empregamos fundamentalmente a teoria de Pierre Bourdieu e seus conceitos chaves de capital, campo e habitus para compreender quais embates sociais apareciam de forma sutil ou direta, e como esses embates eram representados. Elementos dos estudos culturais foram empregados para preencher lacunas na teoria de Bourdieu, e compreender a produção cultural nos tempos modernos não apenas como espaços de luta, mas como manifestação cultural espontânea das diferentes classes. O discurso das estórias foi observado como representando, por vezes, aspectos modernos de embates sociais históricos. Em outros momentos, temas e configurações discursivas que não aparentam representar lutas por capital. As histórias em quadrinhos aqui analisadas não são, em sua totalidade, um espaço onde ocorrem disputas ideológicas ou ao menos estas sejam representadas. Por vezes, ocorre uma manifestação cultural despreocupada de questões políticas, de embates ideológicos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9544
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Sociologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5710_1.pdf14,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.