Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9520
Title: Elaboração e reprodutibilidade de um questionário para pesquisa de reações adversas a alimentos e alergia alimentar
Authors: Rejane Sellaro Lyra, Nilza
Keywords: Reprodutibilidade de resultados; Questionários; Hipersensibilidade alimentar
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rejane Sellaro Lyra, Nilza; Sávio Cavalcanti Sarinho, Emanuel. Elaboração e reprodutibilidade de um questionário para pesquisa de reações adversas a alimentos e alergia alimentar. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Introdução: As doenças alérgicas e em especial a alergia alimentar (AA), vêm aumentando em todo o mundo ocidental. As reações adversas a alimentos (RAA) constituem uma resposta anormal a determinado alimento e podem ser apresentadas por quaisquer indivíduos; enquanto a AA é uma resposta anormal onde há a participação do mecanismo imunológico e atinge indivíduos suscetíveis. A história clínica continua sendo um dos pilares do diagnóstico, apesar do conhecimento em nível molecular sobre as proteínas alimentares e a resposta imune. Diversas pesquisas estrangeiras vêm utilizando questionários como forma de abordagem inicial, por vezes associados a outros testes diagnósticos. No Brasil não foram encontrados questionários validados para pesquisas de RAA e AA. Objetivos: Construir e testar a reprodutibilidade de um questionário de acordo com as etapas necessárias para este processo, que contemple os principais aspectos do tema e que sirva para identificação de indivíduos suspeitos, e que possa ser utilizado na comunidade como forma inicial de abordagem de RAA e AA. Métodos: A construção do questionário foi realizada em seis etapas: levantamento bibliográfico; bases teórico-metodológicas; elaboração do questionário preliminar; submissão à revisão por comitê de especialistas; pré-teste da versão reformulada (estudo piloto exploratório); e teste-reteste do questionário. Para a reprodutibilidade do questionário foi realizado estudo do tipo descritivo, de corte transversal durante o mês de julho de 2005, cuja população foi composta por 125 crianças das faixas etárias de dois a quatro anos de idade, matriculadas em creches municipais da Prefeitura da Cidade do Recife, e portanto de baixas condições socioeconômicas. Foram entrevistados 125 pais ou responsáveis pelas crianças (teste do questionário), dos quais 35 participantes foram sorteados para o reteste 48 horas após a entrevista inicial. As estatísticas descritivas foram realizadas pelo software Epi Info 6,04 DOS; e para o estudo da reprodutibilidade teste-reteste foi aplicado o teste de concordância Kappa e respectivos intervalos de confiança (95%), por se tratarem de variáveis categóricas. Os valores de Kappa são considerados como bons quando iguais ou maiores que 0,60. Resultados: O questionário foi parcialmente reprodutível de acordo com os bons índices de concordância Kappa observados em cerca de 50% das questões. Dos 125 pesquisados, 40 (32%) alegaram reação adversa a pelo menos um alimento. Os alimentos mais incriminados foram: leite, amendoim, camarão e chocolate. As perguntas do bloco de questões sobre a RAA cuja concordância variou de boa à perfeita, foram as seguintes: a ocorrência da reação; o alimento incriminado; o quadro clínico apresentado; a reação cutânea ao encostar o alimento na pele; a ida ao hospital; a re-exposição ao alimento agressor; a recorrência da reação e a restrição alimentar. As questões relativas a tempo apresentaram índices Kappa sofríveis ou regulares. Quanto à ocorrência de RAA em outras pessoas da casa, os índices Kappa foram sofríveis. Com relação ao uso de medicação no hospital ou em casa, os índices foram regulares. Algumas perguntas do histórico atópico obtiveram índices bons ou ótimos, principalmente quanto à ocorrência de asma ou cansaço na criança e familiares. Quando a respondente era a genitora, eram observados melhores índices de concordância de um modo geral. A questão sobre a ocorrência de outras alergias em irmão (ã) apresentou índice Kappa negativo. Conclusões: As questões como índices regulares ou ruins devem ser re-escritas ou reformuladas ou mesmo retiradas. As questões com bons índices Kappa constituem um questionário reprodutível que visa a triagem de indivíduos suspeitos de alergia alimentar na população pediátrica, como forma de abordagem inicial que deve ser seguida de investigação diagnóstica. Posteriormente o processo de validação do questionário permitirá a comparação com o padrão-ouro do diagnóstico da alergia alimentar, que é a provocação oral duplo-cega controlada por placebo, quando irá medir aquilo a que se propõe
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9520
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8374_1.pdf392.97 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.