Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9466
Title: Avaliação de adubos orgânicos utilizados em sistemas agrícolas do agreste Paraibano
Authors: Silene Rocha Santos, Kássia
Keywords: Esterco; Composto orgânico; Biofertilizante; Batata; Feijão; Macassar
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Silene Rocha Santos, Kássia; Valadares de Sa Barretto Sampaio, Everardo. Avaliação de adubos orgânicos utilizados em sistemas agrícolas do agreste Paraibano. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: A produção de batata (Solanum tuberosum L.), no Agreste paraibano, destaca-se dentre os cultivos comerciais. No entanto, assim como as demais culturas, tem produções limitadas pela variabilidade climática e pela baixa fertilidade dos solos. A fertilidade do solo é mantida com a incorporação de esterco, que é adquirido de outras propriedades e até de outras microrregiões, elevando os custos de produção. Visando a redução dos custos e o aumento das produtividades, em especial a da batata, a ONG Assessoria e Serviços a Projetos de Tecnologia Alternativa (AS-PTA) tem divulgado o uso de compostos orgânicos e biofertilizantes entre os agricultores da região. Dentre os compostos utilizados, destacam-se o Adubo da Independência e o Supermagro. A maioria dos agricultores que utilizam estes compostos garante que eles melhoram a produção e a qualidade dos alimentos. Entretanto, não há dados publicados que comprovem tais observações, não há doses definidas para cada cultura e nem estudos dos efeitos residuais. Portanto, a realização de pesquisas sobre os efeitos destes fertilizantes na disponibilidade de nutrientes e na produtividade das culturas é de suma importânica. O trabalho constou de dois experimentos. O primeiro foi conduzido na área experimental da AS-PTA, com os seguintes objetivos: 1) estudar os efeitos da aplicação do Adubo da Independência, do Supermagro e do esterco nas produtividades e no acúmulo de nutrientes no feijão faveta (Phaseolus vulgaris L), na batata inglesa e no feijão macassar (Vigna unguiculata (L.) Walp); 2) verificar a melhor época de aplicação desses adubos, em relação à seqüência de culturas; e 3) avaliar os efeitos residuais das doses aplicadas. O segundo foi conduzido em casa de vegetação e teve como objetivo testar formulações do Adubo da Independência com menos ingredientes, como alternativa para reduzir o custo de confecção do adubo, mantendo as produtividades. No ensaio de campo, em 2004, não houve diferença significativa entre os tratamentos com relação à produção de grãos do feijão faveta. A incorporação de esterco proporcionou maiores produtividades de batata, nos anos de 2004 e 2006 e de feijão faveta em 2005 do que a adição do Adubo da Independência e a aplicação do Supermagro. A melhor época de incorporação dos adubos orgânicos para a produção de batatas foi por ocasião de seu plantio. O Supermagro não produziu incrementos na produtividade da batata e do feijão macassar. A aplicação de 15 t ha-1 de esterco aumentou os teores de P, K extraíveis e o pH no solo dos leirões. Em casa de vegetação, a produção da cultura teste (sorgo) não foi alterada pela retirada, na formulação do Adubo da Independência, dos ingredientes: batata doce, melaço, terra de barranco, carvão vegetal, pó de telha, farinha de ossos e fermento. As formulações com materiais orgânicos resultaram em maiores biomassas e em teores e conteúdos de P e de K no sorgo superiores ou semelhantes aos das formulações apenas com ingredientes minerais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9466
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8681_1.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.