Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9381
Título: Imagens em espelho: uma discussão sobre consumo, juventude e socialização
Autor(es): De Lira Santana, José
Palavras-chave: Estudos Culturais; Mídia; Cultura de consumo; Juventude
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: De Lira Santana, José; Maria Junqueira, Lília. Imagens em espelho: uma discussão sobre consumo, juventude e socialização. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Na sociedade contemporânea, a juventude passa a ser uma categoria privilegiada e aparece como mais que uma designação para uma categoria de idade. O processo cultural de construção do comportamento social do jovem moderno gerou, numa direção, uma imagem de jovem possível de ser apropriada como signo publicitário. Assim, a imagem do jovem tornou-se portadora da mensagem publicitária da alegria de viver que irá ser associada às marcas de modo a provocar o desejo do consumidor. Essa reflexão deu origem ao nosso objetivo geral: desenvolver um processo de estudo e análise sobre a forma como a publicidade fornece informações simbólicas para a construção de identidades juvenis em Recife e como essas informações são veiculadas a códigos de consumo na sociedade contemporânea. Isso nos levou a formular a seguinte pergunta: quais os significados atribuídos pelos jovens às informações simbólicas apresentadas pela publicidade no que diz respeito à identidade juvenil? Essa questão/problema nos levou a adotar como base de fundamentação teóricometodológico a chave analítica: negociação de sentidos através da perspectiva dos Estudos Culturais e a idéia apresentada por Pierre Bourdieu de estilo de vida, como forma de construção das identidades na contemporaneidade. Diante do exposto nos propomos a discutir os padrões, estereótipos de juventude a partir da concepção de estilo de vida em Pierre Bourdieu e os usos desses padrões pelos jovens tendo como ponto de debate a negociação de sentidos a partir dos Estudos Culturais. Propõe-se aqui a tomar como objeto de análise a forma como a juventude é experienciada hoje, frente às mudanças ocorridas na contemporaneidade e respectivamente às novas configurações sócioantropológicas emergentes em que a identidade tornou-se aplanada e trivializada em termos de estilo, aparência e consumo onde cada um é definido pela sua imagem, bens e estilo de vida
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9381
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Sociologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4160_1.pdf2,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.