Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9354
Title: A violência cometida pelo parceiro íntimo e outros fatores associados à gravidez não-pretendida
Authors: AZEVÊDO, Ana Carolina da Costa
Keywords: Gravidez não-pretendida;Escolhas reprodutivas;Violência cometida pelo parceiro íntimo
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Carolina da Costa Azevêdo, Ana; Velho Barreto Araujo, Thália. A violência cometida pelo parceiro íntimo e outros fatores associados à gravidez não-pretendida. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: O estudo transversal aqui apresentado teve por objetivo investigar a associação entre estar em situações de violência cometida pelo parceiro íntimo atual ou ex-parceiro mais recente e a ocorrência de gravidez não-pretendida, assim como outros fatores associados ao desfecho, entre mulheres grávidas, com idade entre 18 e 49 anos, casadas ou unidas independente de coabitação, inscritas nas unidades do Programa de Saúde da Família do Distrito Sanitário II da cidade do Recife. Para identificação dos fatores associados à pretensão de gravidez foi realizada uma análise de regressão logística múltipla não condicional hierarquizada, a partir da construção de um modelo teórico. Entre os resultados encontrados, observou-se uma prevalência de 60,4% de gravidez não-pretendida. A violência cometida pelo parceiro íntimo manteve-se associada ao desfecho (OR:1,53; IC95%:1,15-2,06), mesmo quando ajustada por fatores sócio-econômicos e demográficos da mulher; por fatores sócio-econômicos e comportamentais do parceiro e por fatores de interação entre os parceiros. A análise final revelou que entre os demais fatores associados à gravidez nãopretendida encontraram-se: estar engajada em projetos de estudo (OR:2,88; IC95%:1,34-6,20), estar separada do parceiro na ocasião da entrevista (OR:2,14; IC95%:1,17-3,82), estar inserida em um relacionamento recente (entre 6 meses e 4 anos) ou mais antigo, com tempo maior ou igual a 8 anos (OR:1,67; IC95%:1,15-2,44), estar usando contracepção no mês anterior à gravidez atual (OR:8,79; IC95%:5,90- 13,01), ter um número de filhos maior do que o número de filhos pretendidos (OR:4,62: IC95%:3,05-7,02), estar com um parceiro que não pretendia a gravidez (OR:4,26; IC95%:3,04-5,95) e que se recusava ou tentava impedir o uso de métodos para evitar a gravidez (OR:1,98; IC95%:1,28-3,05)
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9354
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4170_1.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.