Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9290
Title: Referência e contra-referência na atenção aos pacientes com diabetes mellitus: estudo do distrito sanitário III do município de Recife
Authors: da Penha Rodrigues dos Santos, Maria
Keywords: Programa Saúde da Família; Integração entre os serviços referência; e contra-referência; Diabetes mellitus
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: da Penha Rodrigues dos Santos, Maria; Praciano Lima, Luci. Referência e contra-referência na atenção aos pacientes com diabetes mellitus: estudo do distrito sanitário III do município de Recife. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: Esse estudo teve por objetivo analisar os processos organizacionais e de articulação entre a atenção básica e a atenção especializada, enfatizando os mecanismos de referência e contra-referência para os pacientes com diabetes mellitus no distrito sanitário III do Recife/ PE. Tratou-se de um estudo de caso, que utilizou as abordagens qualitativa e quantitativa. Foram utilizadas entrevistas estruturadas, semi-estruturadas e pesquisa documental. Participaram das entrevistas: médico, enfermeiro e agente comunitário de saúde da ESF selecionada, pacientes com diabetes cadastrados na referida equipe e médicos da unidade especializada de referência municipal. Evidenciou-se a existência de duas redes que caminham em paralelo: a da atenção básica, encabeçada pelo PSF e a da atenção prestada nos serviços especializados, com ações desarticuladas, tendo como conseqüência um sistema de referência e contra-referência deficiente. Algumas razões para a realidade encontrada são apontadas: a insuficiente resolutividade do PSF, gerando encaminhamentos desnecessários; o descrédito dos especialistas a respeito da qualidade do atendimento prestado no PSF; o desconhecimento dos especialistas a respeito do modelo de atenção adotado no município e sobre o funcionamento do PSF; a postura passiva dos profissionais e a incipiente consciência da coresponsabilidade sobre os problemas enfrentados. Acredita-se que, para a atenção básica ser de fato a coordenadora do cuidado dos pacientes, faz-se necessário que investimentos sejam direcionados para aumentar a resolutividade do PSF, além daqueles destinados à formação dos especialistas, no sentido de integrá-los ao modelo de atenção proposto
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9290
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4162_1.pdf1.69 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.