Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9272
Title: Influência do peso ao nascer sobre o desenvolvimento neoromotor de crianças dos, 7 aos 10anos de idade do município de Vitória de Santo Antão-PE: Estudo longitudinal
Authors: Kety Maria de Siqueira, Aline
Keywords: Antropometria; Crescimento; Baixo peso ao nascer; Coordenação motora; Composição corporal
Issue Date: 31-Jan-2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Kety Maria de Siqueira, Aline; de Arruda Câmara e Siqueira Campos, Florisbela. Influência do peso ao nascer sobre o desenvolvimento neoromotor de crianças dos, 7 aos 10anos de idade do município de Vitória de Santo Antão-PE: Estudo longitudinal. 2012. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde Humana e Meio Ambiente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Abstract: O baixo peso ao nascer tem sido associado com o aparecimento precoce de doenças metabólicas e disfunção neuromotora. O objetivo deste estudo foi analisar a influência do peso ao nascer sobre a antropometria, composição corporal, atividade física habitual e desenvolvimento neuromotor de crianças de 7 a 10 anos. O estudo longitudinal consistiu de uma amostra total de 192 indivíduos de ambos os sexos, com idades entre 7-10 anos, que foram avaliados em dois tempos (T1, intervalo de um ano, T2). A amostra foi dividida em dois grupos: baixo peso ao nascer (BPN: 1500-2999g, n=79) e peso normal ao nascer (PNN: 3000-3999g, n=113). Avaliou-se: peso corporal, estatura, altura sentado, índice de massa corporal, circunferência da cabeça, cintura e quadril; percentual de gordura corporal, massa gorda e massa magra corporal, desenvolvimento neuromotor (Körperkoordinations-test für Kinder - KTK) e atividade física. Ambos os BPN e PNN grupos apresentaram valores médios da antropometria e de composição corporal dentro dos padrões normativos de crescimento nas duas avaliações. Não houve diferença entre os grupos BPN e PNN no teste KTK e houve um aumento no nível de atividade física (mets / semana) em T2 para ambos os grupos. Concluímos que baixo peso ao nascer não interferiu no desempenho em testes neuro-motores das crianças
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9272
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde Humana e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo9516_1.pdf1.9 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.