Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9259
Título: Síntese e atividade imunomonoduladora e Ftalimidas N-Substituídas: obtenção de novas matrizes moleculares multi-alvos
Autor(es): Cunha Duarte Coêlho, Lucas
Palavras-chave: Talidomida;Câncer;Inflamação.
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cunha Duarte Coêlho, Lucas; Cristina Lima Leite, Ana. Síntese e atividade imunomonoduladora e Ftalimidas N-Substituídas: obtenção de novas matrizes moleculares multi-alvos. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Inovação Terapêutica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: A inflamação é uma resposta benéfica do organismo, entretanto quando o processo é persistente e torna-se um evento crônico tem sido sugerido pela literatura como um fator comum na susceptibilidade de muitas doenças crônicas, incluindo asma, doença de Alzheimer, doenças cardiovasculares, diabetes mellitus tipo 2 e o Câncer. Este último, por sua vez, é uma das causas líderes de morte no mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença matou cerca de 8 milhões de pessoas em 2007. O desenvolvimento de novos protótipos a fármacos que atuam não pela inibição de enzimas, proteínas ou cascatas de sinalização celular, mas sim pela modulação das atividades dos alvos biológicos é uma estratégia promissora. A Talidomida é um destes fármacos reconhecidamente com ação imuno-moduladora e inúmeras pesquisas são atualmente desenvolvidas com este fármaco para obtenção de análogos com características farmacodinâmicas e farmcocinéticas superiores. Este trabalho apresenta síntese e caracterização de vinte e um inéditos protótipos a fármacos anticâncer, análogos da Talidomida. Foram sintetizadas quatro séries químicas, ésteres, amidas, hidrazidas e N-acilhidrazonas através de métodos reacionais simples e que forneceram bons rendimentos (45% a 75%). Para cada série foi necessária apenas uma etapa reacional e purificação através de recristalização ou coluna cromatográfica (ésteres). A série da N-acil-hidrazona apresentou em média os menores rendimentos, inicialmente, devido aos métodos reacionais utilizados baseados na literatura. Esses foram otimizados até a obtenção das ótimas condições reacionais para condensação das hidrazidas deste projeto com os aldeídos aromáticos. Após a caracterização os compostos foram submetidos aos estudos biológicos. Nenhum composto apresentou atividade anti-proliferativa frente a linhagens de células tumorais in vitro. Contudo, sugere-se que em modelos in vivo tais compostos apresentem excelentes perfis, pois a própria Talidomida é utilizada na clínica (in vivo). Contudo, em estudos para avaliar a capacidade de inibir o fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) e a interleucina um beta (1IL-1β) a maioria dos compostos apresentou atividade maior que a Talidomida. A série mais robusta, do ponto de vista da química, a N-acilhidrazonas, foi selecionada para um estudo preliminar do mecanismo ação. Três compostos, dos nove testados, apresentaram bons perfis de inibição do TNF- α, com destaque para um deles que apresentou um ótimo percentual de inibição de TNF-α, em torno de 13% (enquanto que a droga padrão Revlimide inibiu 14%, a 100 μM). As diferenças observadas nas atividades dos compostos sintetizados abrem perspectivas para estudos de relação estrutura atividade de um promissor novo grupo de moléculas candidatas a protótipos de fármacos anti-tumorais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9259
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Inovação Terapêutica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2945_1.pdf2,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.