Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9254
Title: Representações sociais de adolescentes sobre o câncer de colo do útero
Authors: de Lima Fernandes, Danielle
Keywords: Saúde do Adolescente; Neoplasias do colo do útero; Pesquisa Qualitativa; Enfermagem em Saúde Pública; Atenção Primária à Saúde; Educação em Saúde.
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Lima Fernandes, Danielle; Maria Pontes, Cleide. Representações sociais de adolescentes sobre o câncer de colo do útero. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: As representações sociais podem influenciar o comportamento. Por isso, esta dissertação se baseou na seguinte questão: quais as representações sociais das adolescentes sobre o câncer do colo do útero? O artigo de revisão teve como objetivo identificar as evidências científicas sobre as representações sociais do câncer de colo do útero nas publicações científicas. As bases de dados pesquisadas foram LILACS, ADOLEC, BDENF e MEDLINE, resultando em cinco artigos após seleção que obedecia a critérios de elegibilidade. As representações mais encontradas foram: doença incurável e fatal que provoca dor, relacionada à hereditariedade, à dieta imprópria e ao destino. Porém, não trazem representações específicas de adolescentes sobre o câncer cérvico-uterino. O artigo original teve como objetivo compreender as representações sociais de adolescentes sobre o câncer de colo do útero. O estudo foi descritivo, exploratório, qualitativo, realizado em Limoeiro/PE com 11 adolescentes entre 14 e 19 anos que tinham iniciado a vida sexual. Entrevistas semiestruturadas foram guiadas pelas questões norteadoras: O que o câncer de colo do útero significa para você? O que você faz para evitá-lo? Procedendo-se análise de conteúdo temática e interpretação com base na Teoria das Representações Sociais. As categorias temáticas foram: ameaça à vida em todo ciclo vital, falta de cuidado com o corpo e conhecimentos que interferem na prevenção do câncer cérvico-uterino. As representações que emergiram das falas das adolescentes apresentaram uma tendência de guiá-las para condutas preventivas, porém, às vezes, existiram contradições entre o discurso e a prática de cuidado com a saúde
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9254
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3051_1.pdf4.2 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.