Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9253
Title: Compreendendo o discurso masculino sobre o trabalho feminino numa perspectiva de gênero
Authors: Karina Da Silva, Márcia
Keywords: Gênero; Trabalho; Masculinidade
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Karina Da Silva, Márcia; Parry Scott, Russell. Compreendendo o discurso masculino sobre o trabalho feminino numa perspectiva de gênero. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: A pesquisa teve como objetivo estudar as relações de gênero centradas numa perspectiva masculina, especificamente de que maneira os homens significam o trânsito lar/trabalho feminino. Tal objetivo nos permitiu entender como a crescente feminização do mercado de trabalho vem impactando a construção da identidade social masculina baseada no papel de provedor. Desse modo, conseguir captar o que permanece e o que muda nos padrões normativos de masculinidade, assim como os processos de negociação, foi um dos desafios dessa tese. Sendo assim, partimos da hipótese de que os aspectos normativos da masculinidade hegemônica (provedor, virilidade, força, iniciativa sexual...) se encontram em pleno processo de negociação, no entanto, argumentamos que as mudanças provenientes dessa negociação esbarram em resistências subsidiadas em parte por instituições sociais mantenedoras do padrão normativo de masculinidade como, por exemplo, a família, cujo reflexo dessa reprodução podemos observar na divisão sexual das tarefas no mundo da casa e do trabalho. Nesse sentido, para essa discussão nos apoiamos, de um lado, nas elaborações teóricas de gênero, desenvolvidas pela teoria feminista e os estudos de masculinidade, e de outro, pelas contribuições advindas do estruturalismo construídas por Bourdieu. A Pesquisa contou com a participação de trinta homens, distribuídos entre maridos e colegas de mulheres que trabalham na Cia Müller de Bebidas Nordeste, mais conhecida como caninha 51 . Devo acrescentar que se trata de uma pesquisa sem pretensão de generalização de seus resultados, realizada com uma amostra intencional e sem caráter de representatividade estatística. Os dados da pesquisa sugeriram que a ideologia do patriarcalismo legitimando a dominação masculina baseada na idéia de que o provedor da família goza de privilégios foi abalada. Isso porque, a idéia de masculinidade hegemônica passou a ser questionada. Em parte esse questionamento se deve ao movimento feminista enquanto projeto político e acadêmico que fez evaporar a característica universal masculina aceita, até então, como natural . No entanto, muito embora os aspectos normativos da masculinidade hegemônica se encontrem relativizados, passando por negociações, estas acabam enfraquecidas pela força que a estrutura social exerce sobre os indivíduos. Pudemos observar essa força principalmente em instituições como a família e o trabalho, lócus da atenção desta pesquisa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9253
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Sociologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4086_1.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.