Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9245
Title: Percepção de profissionais da saúde sobre o Programa brasileiro de combate a deficiência de vitamina A
Authors: Rossana de Sousa Brito, Virgínia
Keywords: Programa de Suplementação de Vitamina A; Deficiência de Vitamina A; Programas de Nutrição; Pesquisa Qualitativa.
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rossana de Sousa Brito, Virgínia; Gorete Lucena de Vasconcelos, Maria. Percepção de profissionais da saúde sobre o Programa brasileiro de combate a deficiência de vitamina A. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A Deficiência de Vitamina A (DVA) é um importante problema nutricional no Brasil, sendo o Nordeste do país considerado como área de risco. A influência que a DVA possui na morbidade e mortalidade do grupo materno-infantil levou o Ministério da Saúde a instituir o Programa Nacional de Suplementação da Vitamina A com o objetivo de prevenir e combater essa carência. O estado da Paraíba, pioneiro na suplementação da vitamina desde 1983, em crianças menores de cinco anos, apresenta a DVA ainda como um problema de saúde pública, segundo estudos desenvolvidos ao longo das ultimas duas décadas. Nesse contexto, este estudo tem como objetivo investigar a percepção de profissionais da saúde sobre o Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, conduzido pela abordagem qualitativa, com a participação de 15 profissionais da saúde com atuação em Unidades Básicas de Saúde e Maternidades, na cidade de Campina Grande Paraíba, Brasil. A amostragem foi do tipo intencional com profissionais que atuavam no Programa, há pelo menos um ano. O número de participantes foi definido pelo critério de saturação teórica. A coleta de informações ocorreu no período de fevereiro a maio de 2010, por meio de entrevista semidirigida, utilizando-se um formulário contendo na primeira parte, dados sociodemográficos (idade, sexo, escolaridade, formação, local de trabalho, tempo de atuação no serviço, tempo de atuação nos serviços de saúde) e na segunda, quatro questões norteadoras: 1) Fale-me o que você sabe sobre a vitamina A; 2) O que você sabe sobre a Deficiência da Vitamina A?; 3) O que você sabe sobre o Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A?; 4)Na sua opinião, quais são os pontos facilitadores e dificultadores para operacionalizar o Programa?As falas foram gravadas, transcritas e submetidas à Análise de Conteúdo na modalidade temática e após tratamento dos dados emergiram três categorias temáticas: 1) Conhecimento limitado sobre a vitamina A e sua deficiência; 2) (In)visibilidade do Programa da Vitamina A; 3) Limitações que dificultam a operacionalização do Programa. Conclui-se que o conhecimento da vitamina A e as conseqüências que a sua deficiência ocasiona, para a maioria dos profissionais, mostrou-se limitado, o que pode influenciar a percepção do Programa. Para alguns profissionais, o Programa é desenvolvido de modo fragmentado e desarticulado dificultando o seu conhecimento mesmo com a suplementação das doses sendo realizada no serviço, rotineiramente. A ausência de material educativo, a irregularidade na distribuição das cápsulas, o registro não padronizado da administração da vitamina A foram outros pontos dificultadores na sua operacionalização, identificados nas falas dos profissionais. O único ponto facilitador referido foi a fácil aceitação da aplicação oral da megadose para a população. Desse modo, a capacitação/treinamento destes profissionais foi uma etapa não concretizada nos serviços e a divulgação do Programa, bem como o acesso ao material educativo são identificados como medidas necessárias a serem atingidas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9245
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3050_1.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.