Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9238
Title: Propriedades interfaciais de um novo derivado pirimidínico e sua interação com monocamadas flutuantes mistas de lipídio-lipopolímero
Authors: LUNA, Débora Máximo das Neves
Keywords: Monocamadas de Langmuir;Derivado pirimidínico;Caracterização interfacial;Lipídios peguilados
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Máximo das Neves Luna, Débora; Augusto Souza de Andrade, César. Propriedades interfaciais de um novo derivado pirimidínico e sua interação com monocamadas flutuantes mistas de lipídio-lipopolímero. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde Humana e Meio Ambiente, Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, 2011.
Abstract: O 4-amino-2-fenil, 6(p-fluor-fenil)-5-carbonitrila-pirimidina (APCP) é um novo derivado de pirimidina com baixa solubilidade em água e propriedade antiinflamatória. Neste trabalho, o comportamento interfacial do filme de 1,2-distearoil-sn-glicero-3-fosfoetanolamina-N-[poli(etileno glicol)2000], i.e., DSPE-PEG2000; 1,2-dipalmitoil-sn-glicero-3-fosfatidilcolina (DPPC) e de um novo derivado pirimidínico (APCP), foi avaliado e posteriormente comparados com o comportamento interfacial dos sistemas binários e ternários da mistura destas moléculas em diferentes frações molares. A isoterma de pressão de superfície-área (-A) mostrou que as moléculas tanto de APCP quanto de DSPE-PEG2000 e DPPC formaram filmes estáveis na interface ar-água. O sistema binário (DPPC/DSPE-PEG2000) e ternário (DPPC/DSPE-PEG2000/APCP) apresentou miscibilidade entre os componentes. A inclusão do APCP na monocamada DPPC/DSPE-PEG2000 tornou o perfil mais expandido à medida que se aumenta a concentração de APCP. Além disso, a transição de mushroom para brush existente nas moléculas de PEG torna-se dificultada na presença do APCP ocorrendo apenas a 9mol% e em pressões de superfície acima de 10mN/m. Filmes de Langmuir-Blodgett contendo o sistema binário e ternário foram transferidos sobre substratos de mica para caracterização morfológica por microscopia de força atômica (AFM). Imagens de AFM demonstraram ausência de defeitos em ambos os sistemas e distribuição heterogênea da monocamada, com a amplitude entre os picos e vales na ordem de ~4 nm para o sistema binário e ~3 nm para o sistema ternário
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9238
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde Humana e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo750_1.pdf5.99 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.