Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9228
Title: A (des) continuidade da tradição marxista no pós-marxismo de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe
Authors: Rodrigues Cavalcanti Alves, Ana
Keywords: Tradição Marxista; Pós-marxismo; Materialismo; Antagonismo; Hegemonia; Ernesto Laclau e Chantal Mouffe.
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rodrigues Cavalcanti Alves, Ana; Veras Soares, Eliane. A (des) continuidade da tradição marxista no pós-marxismo de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Neste trabalho buscamos investigar continuidades e descontinuidades da tradição marxista no pós-marxismo de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe. Tomamos como ponto de partida a identificação de conceitos e formas discursivas oriundos do marxismo que são prolongados na transição para o enfoque pós-marxista. Para tanto, discutimos, primeiramente, a complexidade intrínseca à idéia de tradição marxista em diferentes momentos de sua história. Essa discussão permitiu apreender os debates e preocupações desenvolvidos no interior da tradição marxista que foram herdados pelo pós-marxismo, como a tentativa de combater o economicismo e afirmar a centralidade da política. O pós-marxismo também herda os dilemas políticos decorrentes da crise do marxismo e tenta repensar uma estratégia socialista na nova conjuntura do último quartel do século XX. Num segundo momento, abordamos as respostas à crise do marxismo que contribuíram para a constituição de um terreno pós-marxista e assinalamos como o grupo Socialismo ou Barbárie, a retomada do pensamento de Gramsci, as idéias de Derrida e a psicanálise exerceram forte influência sobre o enfoque de Laclau e Mouffe. Como desdobramento dessa análise, analisamos o desenvolvimento intelectual de Laclau e Mouffe e ressaltamos que há um contínuo diálogo crítico com a tradição marxista e um esforço no sentido de superar todo pressuposto essencialista inerente ao pensamento marxista. Por fim, investigamos de que maneira categorias oriundas do marxismo, como o materialismo, o antagonismo e a noção de hegemonia, como meio de repensar a estratégia socialista, são reelaboradas por Laclau e Mouffe, em que se definem como pós-marxistas. Nesta análise consideramos que, apesar dos autores tomarem tais categorias como ponto de partida, há uma ruptura com o pensamento de Marx na reformulação dessas categorias
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9228
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Sociologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3384_1.pdf846.8 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.