Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9215
Title: Intubação neonatal digital e com laringoscópio em sala de parto: do treinamento ao ensino
Authors: MOURA, José Henrique Silva
Keywords: Intubação intratraqueal;Neonatologia;Treinamento;Educação
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Henrique Silva Moura, José; Alves Pontes da Silva, Giselia. Intubação neonatal digital e com laringoscópio em sala de parto: do treinamento ao ensino. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O ensino da intubação endotraqueal neonatal aos residentes é realizado pelo Programa de Reanimação Neonatal. A técnica é pautada na intubação com o laringoscópio, porém a intubação digital é uma opção à técnica tradicional. Esta tese teve como objetivo estudar o ensino da intubação em sala de parto. Testou-se uma nova metodologia para o ensino da intubação digital, utilizando modelos de baixa fidelidade e uma WebQuest. Na revisão da literatura, foram apresentados tópicos sobre educação médica e ensino de procedimentos na área de saúde. A tese consta de dois artigos: o primeiro teve como objetivo avaliar o ensino teórico de intubação neonatal, em que foi comparada a instrução teórica pelo modelo WebQuest com o modelo expositivo tradicional, além das vantagens da intubação com o método digital, em relação à realizada utilizando o laringoscópio. Participaram do estudo 27 residentes de pediatria e 36 estudantes de medicina, sendo 22 treinandos novatos. Independente do modelo de aula utilizado, houve melhora nas notas dos alunos entre o pré e o pós-teste, assim como entre o pré-teste e o teste de retenção dos conhecimentos. Registrou-se também redução das notas entre o pós-teste e o teste de retenção, nos dois modelos avaliados. O sucesso da intubação foi semelhante, independente do tipo de aula. Entretanto, os residentes obtiveram melhor desempenho que os treinandos novatos na intubação com o laringoscópio (69,1% e 19,7%, p<0,01). Inversamente a esses dados, os treinandos novatos foram melhores que os residentes com a técnica digital (34,8% e 16,0%, p=0,01). Os achados permitem concluir que o modelo WebQuest foi equivalente ao modelo expositivo tradicional para o ensino da intubação neonatal em sala de parto, demonstrando que a tecnologia de ensino com princípios construtivistas pode ser adotada na formação médica, para o ensino da intubação neonatal. O segundo artigo teve como objetivo comparar o sucesso e o tempo para realização do procedimento no treinamento de intubação digital, utilizando um modelo de baixa fidelidade, em relação ao modelo convencional, através do laringoscópio. A população participante foi constituída por 27 residentes de pediatria e 22 estudantes de medicina. No grupo total, para a técnica de intubação digital e para a convencional, o tempo dos participantes foi de respectivamente 6,76s±3,31 e 8,92s±3,42 (p=0,002) e o sucesso de 89,1% e 89,7% (p=0,849). Antes do treinamento, os residentes tinham maior sucesso que os estudantes com o laringoscópio, enquanto os estudantes foram melhores que os residentes com a técnica digital. Após o treinamento, as diferenças desapareceram. Diante dos resultados, pode-se inferir que é possível ensinar a técnica digital com um modelo de baixa fidelidade, com a mesma segurança que o método utilizando o laringoscópio. As considerações finais apontam para o ensino médico da intubação digital e também com o laringoscópio através do uso do modelo WebQuest, porque, além de os estudos demonstrarem quantitativamente a sua equivalência com o modelo convencional, do ponto de vista qualitativo o modelo WebQuest respondeu às necessidades do Programa de Reanimação Neonatal americano, recém-lançado. Seus princípios, baseados no modelo construtivista, além da possibilidade de estudo autônomo do aluno, anterior à aula prática, respondem positivamente às indicações para o ensino médico e, por isso, o modelo constitui uma boa alternativa para o aprimoramento da formação médica, no que se refere à assistência aos recém-nascidos em sala de parto
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9215
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE - PDF.pdf7.22 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.