Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9183
Título: A prática profissional no campo da adoção : um estudo sobre família
Autor(es): Maria da Silva, Edineide
Palavras-chave: Família; Adoção; Prática Profissional; Representações Sociais
Data do documento: 2006
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maria da Silva, Edineide; de Fátima de Souza Santos, Maria. A prática profissional no campo da adoção : um estudo sobre família. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo: O presente trabalho objetivou estudar a prática profissional no contexto da adoção, a fim de identificar o modo como os profissionais lidam com o tema família no cadastramento de pretendentes à adoção, em função dos novos arranjos familiares que se apresentam na sociedade e das formalizações legais na definição de família e das novas discussões teóricas O estudo teve como aporte teórico a Teoria das Representações Sociais e foi realizado em duas etapas. Na primeira etapa, foram entrevistados 09 técnicos que atuam na área da infância e juventude da região metropolitana do Recife. As entrevistas foram analisadas a partir da análise de conteúdo. Na segunda etapa, foram analisados, 87 pareceres emitidos no cadastramento de pretendentes à adoção. Os pareceres foram analisados através do software de análise quantitativa de dados textuais, o ALCESTE. Os resultados obtidos apontaram para representações sociais de família, cujo modelo é identificado ao nuclear, no qual as figuras do homem e da mulher são necessárias à formação e desenvolvimentos dos filhos. A família foi representada como um ambiente de proteção e refúgio. Os pareceres emitidos confirmam o superior interesse da criança e do adolescente, previsto em lei e o modelo de família idealizado, que se caracteriza como um espaço de harmonia e de afetos. As figuras do idoso e os arranjos homossexuais são identificados como as últimas opções para a colocação de família substituta, confirmando ainda que a ação profissional no contexto de adoção encontra-se entrelaçada a outras representações sociais, a exemplo do idoso e da homossexualidade. Por fim, destacamos a importância do trabalho interdisciplinar para um fenômeno complexo como a família, em especial no Judiciário, a fim de possibilitar a reflexão sobre o conceito hegemônico e tradicional de família e lidar com os novos arranjos e possibilidades familiares como uma realidade que se apresenta no campo da adoção, esta uma medida de proteção à infância e adolescência abandonadas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9183
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2549_1.pdf1,35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.