Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9163
Título: Simulação do transporte do paclobutrazol em dois solos do vale do São Francisco
Autor(es): Virgínia Salgueiro Gondim, Manuella
Palavras-chave: Transporte de soluto; Paclobutrazol; Hydrus1D; Análise de sensibilidade.
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Virgínia Salgueiro Gondim, Manuella; Celso Dantas Antonino, Antônio. Simulação do transporte do paclobutrazol em dois solos do vale do São Francisco. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: O nordeste brasileiro supre a demanda de exportação de manga nos meses em que a oferta é inexistente e um dos fatores responsáveis pelo aumento da produção destes frutos são as substâncias reguladoras de crescimento vegetal. Entre elas destaca-se o paclobutrazol (PBZ), porém, este composto pode permanecer ativo no solo durante alguns anos, sendo necessário estudar os destinos e as conseqüências de seu transporte no solo. Os modelos matemáticos surgem como ferramentas no estudo de elementos químicos no solo. O transporte do paclobutrazol foi simulado com o modelo Hydrus1D em dois solos distintos, um Argissolo Amarelo e um Vertissolo do Pólo Petrolina- PE/Juazeiro-BA, localizados na região do Vale do São Francisco. Os objetivos específicos foram: i) calibrar o modelo Hydrus1D, afim de estimar as taxas de decaimento do PBZ na fase sólida (ms) e na fase líquida (ml); ii) analisar a sensibilidade da concentração relativa C/C0 na solução, obtida com o modelo Hydrus1D, dos parâmetros hidrodispersivos do paclobutrazol no modelo, a saber: o coeficiente de transferência de massa (a), a constante de degradação (m), a dispersividade longitudinal (l) e o coeficiente de partição solo-solução (KD); e iii) realizar estudos de casos aproximando a aplicação do PBZ as condições reais de campo durante um período de quatro anos. No estudo de caso, para ambos os solos, avaliou-se a influência da aplicação do Paclobutrazol, ou seja, na profundidade de 10 cm, como condição inicial, e na superfície do solo, como condição de contorno. Em ambos os solos, também foi avaliado a influência do parâmetro n da curva de retenção. A calibração permitiu estimar as taxas de decaimento do PBZ na fase sólida (ms) e na fase líquida (ml). Os valores de ml foram superiores aos valores de ms, estando de acordo com o comportamento da degradação de compostos orgânicos que ocorre principalmente na fase líquida. Globalmente, a análise de sensibilidade mostrou que a concentração relativa máxima (C/C0)máx na solução, obtida com o modelo Hydrus1D, foi sensível a variação percentual positiva dos parâmetros de entrada analisados, a saber: o coeficiente de transferência de massa (a), a constante de degradação (m), a dispersividade longitudinal (l). A concentração relativa máxima (C/C0)máx na solução foi muito sensível a variação do coeficiente de partição solo-solução (KD), sobretudo a variação percentual negativa. Em relação aos estudos de casos, concluiu-se que: 1) a maior mobilidade ocorreu para o Argissolo quando o PBZ foi aplicado na condição de contorno para o tempo de pulso de 7h; e 2) no período estudado não houve um aumento significativo da concentração relativa máxima do soluto
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9163
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2651_1.pdf993,24 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.