Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9159
Title: Práticas alimentares no primeiro ano de vida na percepção de mães adolescentes
Authors: Paula Esmeraldo Lima, Ana
Keywords: Comportamento alimentar; Adolescente; Hábitos alimentares; Aleitamento materno; Alimentação mista; Nutrição do lactente; Pesquisa qualitativa
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Paula Esmeraldo Lima, Ana; Gorete Lucena de Vasconcelos, Maria. Práticas alimentares no primeiro ano de vida na percepção de mães adolescentes. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A presente pesquisa teve como temática as práticas alimentares no primeiro ano de vida de filhos de mães adolescentes, estruturada em duas partes principais. A primeira consta de um artigo de revisão, que buscou analisar a literatura publicada referente à temática, por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados LILACS, MEDLINE e Cochrane, no período de 2000 a 2010. Foram utilizadas as palavras-chave: adolescente, aleitamento materno, alimentação mista e nutrição do lactente, sendo selecionados 11 artigos científicos, que compuseram a amostra do estudo. Os resultados apontaram a incipiência de pesquisas publicadas sobre o tema proposto, sobretudo para as que versam sobre alimentação complementar, desvelando uma lacuna na produção mundial sobre o tema. A segunda parte corresponde a um artigo original, que teve como objetivo analisar as representações sociais de mães adolescentes sobre as práticas alimentares do filho no primeiro ano de vida, período este de maior vulnerabilidade aos erros alimentares. O percurso do estudo foi construído utilizando o método qualitativo, apoiando-se no referencial da Teoria das representações sociais. Teve como sujeitos mães adolescentes, residentes em duas comunidades assistidas pela Estratégia Saúde da Família, na cidade de Recife, Pernambuco, cujos filhos encontravam-se na faixa etária de sete a doze meses de vida, perfazendo um total de dez participantes. Os dados foram coletados utilizando-se como método a entrevista semi-estruturada, além da utilização de material visual, constituído de figuras de alimentos. Processou-se a técnica de análise de conteúdo, na modalidade temática. Quatro temas emergiram dessa análise: conflito do amamentar versus consagração do mingau; estabelecendo a alimentação complementar do filho; discurso cristalizado: danoninho vale mais que um bifinho ; a (in)definição dos hábitos alimentares maternos: implicações para a alimentação infantil. As representações que conduzem as práticas maternas na escolha, preparo e oferta dos alimentos seguem uma lógica particular, onde as adolescentes reinterpretam os discursos técnicos nos termos da sua cultura
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9159
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde da Criança e do Adolescente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1480_1.pdf3.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.