Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/912
Title: Fungos filamentosos isolados da rizosfera de plantas nativas da caatinga e de cultivos de goiabeiras (Psidium guajava L.) sadias e infestadas por nematóides
Authors: SILVÉRIO, Michelline Lins
Keywords: Fungos; Caatinga; Nematóides; Psidium guajava
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Lins Silvério, Michelline; Auxiliadora de Queiroz Cavalcanti, Maria. Fungos filamentosos isolados da rizosfera de plantas nativas da caatinga e de cultivos de goiabeiras (Psidium guajava L.) sadias e infestadas por nematóides. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Os fungos podem ser encontrados nos mais diversos habitats, incluindo a rizosfera, que é caracterizada pela intensa atividade microbiana. Na região do Vale do Submédio São Francisco (Petrolina, Pernambuco, Brasil) a goiabeira representa a terceira fruteira mais cultivada; entretanto, a cultura vem diminuindo drasticamente em produtividade e área plantada devido ao ataque das raízes por fitonematóides. Este trabalho teve como objetivo identificar espécies de fungos filamentosos isoladas da rizosfera de goiabeiras sadias e atacadas por fitonematóides e de sete vegetais nativos de caatinga na região. Amostras compostas de rizosfera das goiabeiras sadias, infestadas e da caatinga foram coletadas até 20cm de profundidade, em novembro/2005. O solo foi processado pelo método de diluição sucessiva e semeado em meio de Sabouraud suplementado com antibiótico, permanecendo em temperatura ambiente por 72 horas. As colônias foram isoladas, purificadas e transferidas para meios de cultura específicos e os fungos identificados por observações macroscópicas e microscópicas. Das áreas com goiabeiras sadias e infestadas foram isolados 39 e 28 táxons, respectivamente; da área de caatinga foram isolados 23 táxons. De acordo com a distribuição das espécies, os fungos isolados do solo das três áreas foram classificados principalmente como ocasionais e abundantes. O índice de similaridade de táxons foi maior entre as áreas com goiabeiras sadias e infestadas (68,7%), enquanto a diversidade de táxons foi maior na área infestada (4,59 bits/indivíduo). Aspergillus e Penicillium foram os gêneros mais representativos nas três áreas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/912
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biologia de Fungos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4618_1.pdf1.63 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.