Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9078
Title: Expressão tecidual da proteína cerbB-2 em mulheres portadoras de doenças tumorais de mama
Authors: kelly Araújo Veiga, Renata
Keywords: Câncer de Mama; CerbB-2; Her-2-neu
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: kelly Araújo Veiga, Renata; Teles de Pontes Filho, Nicodemos. Expressão tecidual da proteína cerbB-2 em mulheres portadoras de doenças tumorais de mama. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: A proteína cerbB-2 tem sido bastante estudada não só por sua importância como fator prognóstico dos carcinomas da mama, mas sobretudo por ser um indicador para terapias com esquemas quimioterápicos. Para eliminar a subjetividade da interpretação do método imunohistoquímico convencional, este estudo tem como objetivo quantificar, morfometricamente, a imunomarcação da proteína cerbB-2 expressa em tumores de mama. Fragmentos de tecido mamário normal (n=10) e com doença tumoral (carcinoma ductal invasivo, CDI, n=51; fibroadenoma, n=11) foram fixados em formalina, submetidos à rotina histológica para inclusão em parafina. Cortes histológicos (4mm), corados em hematoxilina e eosina foram examinados para confirmar o diagnóstico. Os cortes foram incubados com solução de anticorpos por uma por uma hora em temperatura ambiente. A marcação foi visualizada após incubação com diaminobenzidina (DAB) e peróxido de hidrogênio. A análise morfométrica foi realizada utilizando uma estação de análise digital de imagens através do software de análise OPTIMAS®. A partir dos resultados obtidos pode-se concluir que a superexpressão do cerbB-2 em casos de CDI é um fenômeno condizente com o estágio de proliferação das células neoplásicas e quando analisados os casos de fibroadenoma, este marcador não exibiu qualquer correlação ou padrão específico, ao contrário apresentaram resultados semelhantes ao tecido mamário normal. Não houve diferenças significativas entre os diferentes scores qualitativos e a análise morfométrica digital, o que no mínimo demonstra a necessidade de estudos mais acurados a fim de resolver esta dificuldade de interpretação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9078
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8877_1.pdf1.43 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.