Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9041
Title: Consumo alimentar de crianças menores de 5 anos no Estado de Pernambuco, 1997
Authors: de Farias Júnior, Gilvo
Keywords: Alimentação infantil; Nutrição; Consumo alimentar; Habito
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Farias Júnior, Gilvo; Maria Osório de Cerqueira, Mônica. Consumo alimentar de crianças menores de 5 anos no Estado de Pernambuco, 1997. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: A alimentação pode resultar em dois caminhos cruciais: insuficiência ou excesso de nutrientes caracterizando uma má nutrição. Por sua vez, a saúde e a nutrição infantil, resultante da alimentação, refletem as condições materiais, culturais e de morbidade em que vive a população. Desde 1974 que não se realiza em Pernambuco estudo sobre o consumo alimentar de crianças menores de 5 anos de idade. Este trabalho teve como objetivo estudar o consumo alimentar das crianças menores de 5 anos de idade no Estado de Pernambuco segundo as áreas geográficas (Região Mertropolitana do Recife, Interior Urbano e Interior Rural), faixa etária, sexo, renda familiar per capita e escolaridade materna. O estudo foi do tipo transversal, de base domiciliar, totalizando 969 crianças. O consumo alimentar foi registrado mediante o método recordatório de 24 horas. Os resultados identificaram que, no Estado, independente das áreas geográficas, os alimentos mais consumidos (com freqüência de consumo acima de 30%) foram: leite, açúcar, gordura, arroz, feijão e a carne; e entre os grupos de alimentos, os mais consumidos (com freqüência mínima de 80%) foram os produtos animais, cereais e derivados e açúcares. Não houve grandes diferenças da freqüência do consumo alimentar entre as áreas geográficas, faixa etária e sexo da criança, renda e escolaridade materna. Portanto, a alimentação das crianças menores de 5 anos no Estado apresentou-se monótona e pouco diversificada, constituída basicamente de uma dieta láctea, com consumo elevado de açúcar e gorduras e reduzido em frutas e verduras, tendo como agravante, a prática precoce do desmame. As informações nesta área constituem uma análise da problemática nutricional, servindo para atender aos propósitos explícitos da segurança alimentar, um dos itens prioritários das políticas e programas de saúde da década atual
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9041
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8923_1.pdf573.51 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.