Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9039
Title: Suplementação de fibra solúvel (goma guar parcialmente hidrolisada) no tratamento da constipação intestinal funcional em pacientes hospitalizados
Authors: Maria da Silva Belo, Geise
Keywords: Nutrição clínica;Dietoterapia;Fibras solúveis e insolúveis;Alimentos funcionais;Fibras alimentares;Constipação intestinal
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria da Silva Belo, Geise; da Silva Diniz, Alcides. Suplementação de fibra solúvel (goma guar parcialmente hidrolisada) no tratamento da constipação intestinal funcional em pacientes hospitalizados. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: O estilo de vida moderno, muitas vezes, não permite que o homem estabeleça horários para as refeições, a prática de exercícios físicos e outras atividades importantes para a sua qualidade de vida. Devido ao estresse e à competitividade comuns nos grandes centros urbanos, funções fisiológicas essenciais como, por exemplo, a evacuação intestinal, são condicionadas de acordo com a conveniência de cada indivíduo (PASSARELLI, 1986; SOARES et al. 1991 citados por MAGALHÃES et al., 2002). Essas práticas podem contribuir significativamente para o aparecimento da Constipação intestinal (CI), que não é uma doença, mas sim uma síndrome e que se constitui numa das principais queixas gastrintestinais na população ocidental. Alguns estudos epidemiológicos têm demonstrado que 95% da população têm uma freqüência de evacuações de três vezes ao dia a três vezes por semana. Por este motivo, uma definição usual de CI é a freqüência de evacuações menor que 3 vezes por semana (SWEEMEY, 1997; SOFFER, 1999). No entanto, deve-se considerar sempre a freqüência individual como parâmetro para avaliação de seus sintomas. Alguns painéis internacionais têm discutido os critérios para a definição de CI, visto que há muitas limitações à definição em uso. Dentre eles, têm sido citados os aspectos relativos aos sintomas inespecíficos referidos pelos pacientes que podem ter ampla variação interindividual. Por outro lado, ocorre certa dificuldade no diagnóstico de CI com base na freqüência de evacuações e o limite superior do trânsito normal do intestino que tem sido arbitrariamente definido (DROSSMAN et al., 1992 citado por ANDRE, NAVARRORODRIGUEZ e MORAES-FILHO, 2000)
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9039
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8921_1.pdf167.58 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.