Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9029
Title: Estudo histomorfométrico das glândulas submandibulares de ratos tratados com inibidor seletivo de recaptura da serotonina
Authors: Vieira Maciel, Wamberto
Keywords: Fluoxetina;Inibidor Seletivo de Recaptura de Serotonina
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Vieira Maciel, Wamberto; Luis da Mota, Diógenes. Estudo histomorfométrico das glândulas submandibulares de ratos tratados com inibidor seletivo de recaptura da serotonina. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: A serotonina (5-Hidroxitriptamina) é uma amina biogênica que exerce inúmeros papéis regulando e modulando a morfogênese da cabeça e pescoço. O objetivo deste trabalho foi estudar a morfologia e as possíveis alterações morfométricas nas glândulas submandibulares em ratos tratados com inibidores seletivos de recapturas da serotonina - ISRS no período de 22 e 75 dias. Ratos Wistar foram separados desde o nascimento até 21° dia em quatro grupos: Grupos experimentais (GE) submetidos diariamente à ingestão de fluoxetina (10&#956;g/g de peso) e Grupos Controles (GC) que ingeriram solução salina (0,9% de NaCl) por via subcutânea. Ambos os grupos foram sacrificados em dois períodos: o 22o (GE-22 e GC-22) e o 75o (GE-75 e CG-75) dias de vida, para que fossem retiradas as glândulas submandibulares e obter cortes histológicos corados em HE. Áreas e diâmetros médio dos ácinos e dos ductos foram avaliados através da análise morfométrica, observando-se que entre os períodos estudados, o peso corporal médio entre os grupos exibiu diferença estatisticamente significante (p<0,05), sendo o GE 75 menor quando comparado ao seu controle; não houve diferença estatisticamente significante entre o peso médio das glândulas esquerda e direita em nenhum dos grupos, exceto quando se comparou isoladamente as glândulas esquerda ou direita entre os grupos estudados, observando-se uma diferença estatística entre os grupos com 75 dias de tratamento. Não foram observadas diferenças significantes entre a área e o perímetro dos ductos ou dos ácinos quando comparadas à lateralidade das glândulas, porém, quando se comparou o GE22 com o GC22, constatou-se que houve uma redução significante (p< 0,05) na área e perímetro dos ductos estriados nos animais tratados com fluoxetina. Analisando os ácinos glandulares aos 22 dias, verificou-se que não houve diferenças estatisticamente significantes, porém, observou-se uma importante redução (p< 0,05) da área e perímetro médios dos ductos estriados e dos ácinos glandulares no GE 75 quando comparado ao GC 75
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9029
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8848_1.pdf279.01 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.