Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9000
Title: Estudo histomorfométrico da musosa gástrica do Marsupial didelphis albiventris, submetido, ou não, à ingestão de álcool
Authors: Souto Gouveia, Antonio
Keywords: Anatomia;Histologia;Morfologia;Muco;Mucosa gástrica;Estômago Danos gástricos;Álcool Etanol
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Souto Gouveia, Antonio; Vieira da Costa Sobrinho, Austregézilo. Estudo histomorfométrico da musosa gástrica do Marsupial didelphis albiventris, submetido, ou não, à ingestão de álcool. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: É de grande importância o estudo da mucosa gástrica em vários animais, tendo como finalidade o conhecimento anatômico, histológico e funcional deles e como respondem quando há ingestão de drogas, entre elas o álcool (etanol). Para essa finalidade, utilizamos a microscopia de luz para estudar o efeito do etanol na morfologia do estômago do Didelphis albiventris (gambá), animal silvícola, mas com forte adaptação urbana. Foram utilizados 16 animais Didelphis albiventris (gambás). Amostras do estômago de animais sem ingestão de etanol e de animais com ingestão de etanol por 8, 15 e 30 dias, foram colhidas. Essas amostras foram tratadas com a utilização de técnicas histológicas (HE e Picro-Sirius/Hematoxilina). Nos animais sem ingestão de álcool (controle), foi estudada a morfologia gástrica normal e verificou-se que a porção principal (corpo) do estômago é coberta por uma camada protetora de mucosa. Embora fosse considerável uma variação na integridade da superfície da mucosa, com perdas de células epiteliais de superfície em algumas regiões, pôde-se atribuir a variação nas respostas a agentes necrosantes. A administração do etanol foi associada a uma excessiva produção de muco que causou um grande dano à mucosa dos animais experimentais, que resultou na destruição de células epiteliais de superfície e exposição da estrutura reticular. Através dos dados histológicos, verifica-se que há uma redução do citoplasma das células da mucosa que coincide com os dados morfométricos em que se evidencia uma redução na espessura dessa camada do estômago. Pelo estudo, verifica-se que a mucosa responde ao tempo, com uma adaptação ao etanol
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9000
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8827_1.pdf878.23 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.