Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8909
Title: Correlação clínico-topográfica em glioblastomas multiformes nas síndromes motoras: significados fisiopatológicos
Authors: de Cássia Guimarães Lucena, Rita
Keywords: Glioblastoma Multiforme; Síndrome Motora; Topografia Cerebral
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Cássia Guimarães Lucena, Rita; Regina Arruda de Moraes, Silvia. Correlação clínico-topográfica em glioblastomas multiformes nas síndromes motoras: significados fisiopatológicos. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: O Glioblastoma Multiforme (GBM) é o tumor glial com maior grau de malignidade. Acomete principalmente os hemisférios cerebrais apresentando sintomas e sinais focais ou gerais, relacionados ao tamanho, localização e taxa de crescimento tumoral. Objetivo: Analisar a relação do déficit motor com a topografia do GBM. Método: Foram estudados 43 casos de GBM, referidos quanto à idade, sexo, localização e a síndrome motora. Resultados: o tumor predominou em adultos (média de 55 anos), sexo masculino (55,82%), localização frontal (aproximadamente 40%). A hemiparesia prevaleceu como distúrbio motor, somente não ocorrendo em 2 casos de lesão frontal, 2 temporais, 1 parietal, 1 occipital e 1 fronto-temporal. Conclusão: Os achados clínico-topográficos favorecem os efeitos infiltrativos (lesões extensas) como responsáveis pela síndrome motora em detrimento aos efeitos compressivos (lesões localizadas)
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8909
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8791_1.pdf2.23 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.