Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8889
Title: Índice de proliferação celular Ki 67 nos diferentes subtipos do Linfoma de Hodgkin: estudo descritivo
Authors: Cristina Barros Santiago, Teresa
Keywords: Índice de Proliferação Celular;MIB 1;Ki67;Imunohistoquímica;Subtipos Histológicos;Doença de Hodgkin;Linfoma de Hodgkin
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cristina Barros Santiago, Teresa; José Vieira De Mello, Roberto. Índice de proliferação celular Ki 67 nos diferentes subtipos do Linfoma de Hodgkin: estudo descritivo. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Abstract: Este trabalho objetiva avaliar se a atividade proliferativa celular determinada pelo anticorpo MIB 1 mostra diferença significativa entre os vários subtipos do Linfoma de Hodgkin e se poderia, desta forma, ser utilizado no auxílio da caracterização e subclassificação desta entidade nosológica. O material para este estudo foi obtido a partir da seleção de 53 casos do arquivo do Departamento de Patologia do Hospital do Câncer de Pernambuco que tiveram o diagnóstico histológico de Linfoma de Hodgkin. Os casos abrangem pacientes de ambos os sexos, sem restrições de faixa etária, resultantes de biópsias de linfonodos. Foi realizada a revisão histológica e a reação imunohistoquímica utilizando-se o anticorpo anti-Ki67, o qual é expresso por células proliferantes durante todas as fases do ciclo celular, exceto a fase G-0 (repouso) e é considerado o padrão ouro em proliferação celular. O resultado deste estudo mostrou que nenhum padrão característico de expressão do MIB 1(anti-Ki 67) foi observado em qualquer um dos subtipos histológicos do Linfoma de Hodgkin, fazendo com que a realização do marcador MIB 1 (anti-Ki 67), para estes casos, não auxiliasse na subclassificação dos mesmos. A realização de marcadores imunohistoquímicos como o CD 15, CD 30, CD 20, EMA e ALK é recomendada em casos de suspeita de Linfoma de Hodgkin, visto que os mesmos, em conjunto com os achados histológicos, permitem melhor acurácia diagnóstica, subclassificação e exclusão dos diagnósticos diferenciais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8889
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8776_1.pdf640.7 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.