Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8828
Título: Pesca e dinâmica populacional do Peixe-Prego, Ruventtus pretiosus (Cocco, 1829) no Arquipélago de São Pedro e São Paulo
Autor(es): de Lima Viana, Danielle
Palavras-chave: Gempylidae;Área Oceânica;Dieta;Reprodução;Crescimento
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Lima Viana, Danielle; Hissa Vieira Hazin, Fábio. Pesca e dinâmica populacional do Peixe-Prego, Ruventtus pretiosus (Cocco, 1829) no Arquipélago de São Pedro e São Paulo. 2012. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Resumo: O peixe-prego, Ruvettus pretiosus, pertence à família Gempylidae, caracterizada por compreender espécies de peixes meso e bentopelágicos, que habitam águas profundas em mar aberto de oceanos tropicais e temperados, incluindo o Mar Mediterrâneo. Embora o peixe-prego seja regularmente capturado por barcos pesqueiros que atuam ao longo da costa do Brasil, poucos dados biológicos sobre a espécie encontram-se disponíveis, especialmente no que se refere a hábitos alimentares, reprodução e crescimento, aspectos que permanecem ainda praticamente desconhecidos, com a maioria das citações na literatura referindo-se exclusivamente à composição lipídica da sua carne. Neste contexto, no presente trabalho foram analisados dados de desembarque, conteúdo estomacal, órgãos reprodutivos e otólitos do peixe-prego objetivando a obtenção de informações especificas sobre a pesca e a dinâmica populacional da espécie no entorno do Arquipélago de São Pedro e São Paulo, na expectativa de que as informações geradas possam conduzir à uma melhor compreensão do ecologia da espécie e consequentemente à adoção de medidas de ordenamento pesqueiro que assegurem a sua conservação. Para caracterizar a atividade pesqueira no ASPSP e descrever a pesca do peixe-prego, um questionário foi aplicado aos pescadores presentes na área. A variação na abundância relativa da espécie, por sua vez, foi analisada por meio da CPUE, calculada como a quantidade em kg de peixe-prego capturada por dia de pesca por barco. Para avaliar o hábito alimentar, todo o material retirado dos estômagos foi considerado como conteúdo estomacal. Para avaliar a reprodução, foram realizadas análises macroscópicas das gônadas, com os estágios de maturação tendo sido, porém, determinados por meio de análise histológica. A avaliação da idade e crescimento foi realizada com base na leitura de marcas de crescimento a partir de cortes transversais realizados nos otólitos sagittae. As médias anuais da CPUE aumentaram até 2000 (213 kg/barco/dia), caindo a partir de então, com o menor valor tendo sido registrado em 2005 (96 kg/barco/dia). A partir de então, a CPUE voltou a crescer até 2009, quando atingiu 290 kg/barco/dia, voltando a cair em 2010 (160 kg/barco/dia). Dos 303 desembarques analisados apenas 72 (23,8%) apresentaram exemplares de peixe-prego. A produção anual do peixe-prego diminuiu até 2003 com uma tímida recuperação em 2004, atingindo o maior valor no em 2007 (5,6 t). Nos conteúdos estomacais foram identificados 34 taxa, representados por 16 taxa de peixes, 17 de cefalópodes e um de crustáceo. A proporção sexual foi igual a 13,8:1, apresentando, uma significante predominância de fêmeas. A média mensal do IGS das fêmeas variou de 1,71 a 5,50, com os maiores valores tendo sido observados de dezembro a março. A análise do tipo de borda indicou que cada anel de crescimento formou-se uma vez ao ano, com idades que variaram entre 1 e 19 anos. A expectativa é de que os resultados aqui obtidos possam contribuir para uma melhor avaliação dos estoques de peixe-prego no Oceano Atlântico, com vistas a subsidiar a adoção de medidas de manejo e ordenamento pesqueiro capazes de assegurar a conservação da espécie
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8828
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Oceanografia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9595_1.pdf2,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.