Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8794
Title: Série temporal do fitoplâncton no estuário de Barra das Jangadas (Jaboatão dos Guararapes-Pernambuco-Brasil)
Authors: Rodrigues Lacerda, Sírleis
Keywords: Fitoplâncton; Série temporal; Estuário de Barra das Jangada
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rodrigues Lacerda, Sírleis; Luise Koening, Maria. Série temporal do fitoplâncton no estuário de Barra das Jangadas (Jaboatão dos Guararapes-Pernambuco-Brasil). 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: O estuário de Barra das Jangadas (PE-Brasil), ao sul da cidade do Recife, vem sofrendo grandes impactos antrópicos nos últimos anos, e foi investigado, com o objetivo de avaliar a dinâmica temporal do fitoplâncton e detectar as principais forçantes ambientais. Coletas foram realizadas em uma estação fixa, numa série temporal seqüenciada (sete dias consecutivos) desde uma maré de sizígia a uma de quadratura, correspondendo a dois ciclos diurnos, em intervalos de 3 em 3 horas, num período de 24 horas. Estas amostras foram coletadas no período seco (09 a 15 de janeiro de 2001) e chuvoso (04 a 10 de julho de 2001), através de garrafas de Van Dorn e rede de plâncton (45μm de abertura de malha) sendo as amostras fixadas com lugol e formol neutro a 4%, respectivamente. Paralelamente foram coletadas amostras para o estudo da clorofila a e parâmetros hidrológicos. A salinidade foi mais elevada no período seco e preamares; o oxigênio dissolvido nas preamares e marés enchentes do mesmo período e os elementos nutrientes, no período chuvoso e baixa-mares. Foram identificados 266 táxons, destacando-se como espécies dominantes e que caracterizam o ambiente, as diatomáceas: Cyclotella meneghiniana e Coscinodiscus centralis, as cianofíceas: Microcystis flos-aquae, Microcystis aeruginosa e Oscillatoria sp.1 e a clorofícea: Sphaerocystis sp., constatando o predomínio de espécies de água doce e marinhas (49 e 48%), respectivamente. Quarenta e oito espécies foram registradas como novas ocorrências para Pernambuco. A biomassa fitoplanctônica apresentou valores variando de 8,12 mg.m-3 a 158,6 mg.m3, sendo mais elevada no período seco, coincidindo com a densidade fitoplanctônica que variou de 95x103 Cel.L-1 a 7.830x103 Cel.L-1. O período seco esteve caracterizado por florescimentos constantes do grupo das diatomáceas e fitoflagelados, enquanto que, o período chuvoso foi caracterizado por florescimentos das clorofíceas, cianofíceas e diatomáceas, demonstrando haver uma variação na série temporal neste período. Os resultados obtidos indicam que o estuário de Barra das Jangadas é um ambiente eutrófico, sujeito a impactos antrópicos, com grande carga poluidora, conduzindo a mudanças na estrutura da comunidade fitoplanctônica e parâmetros ambientais. A precipitação pluviométrica, o ciclo das marés e a salinidade são os principais fatores condicionantes tanto dos parâmetros hidrológicos como da densidade e biomassa fitoplanctônica
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8794
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Oceanografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8419_1.pdf3.19 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.