Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8704
Title: Caracterização histomorfométrica e índice proliferativo (Ki-67) das displasias acentuadas/carcinomas in situ nas pregas vocais
Authors: SOARES, Elisângela Barros
Keywords: Laringe;Carcinoma in situ;Prega vocal;Antígeno Ki-67
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Barros Soares, Elisângela; do Carmo Carvalho de Abreu-e-Lima, Maria. Caracterização histomorfométrica e índice proliferativo (Ki-67) das displasias acentuadas/carcinomas in situ nas pregas vocais. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: As displasias da laringe são lesões precursoras do carcinoma escamocelular invasivo e constituem lesões pouco comuns, pois, a maior parte dos casos é diagnosticada como carcinoma invasor. Freqüentemente, utilizam-se os critérios de cérvix uterina para graduação das displasias na prega vocal. Todavia, existem diferenças histopatológicas, patogênicas e epidemiológicas entre as lesões intraepiteliais cervicais e laríngeas. O epitélio de transição na prega vocal pode ocasionar problemas diagnósticos. Os autores procuram caracterizar as displasias acentuadas/carcinoma in situ da prega vocal quanto aos aspectos histopatológicos, morfométricos (área do epitélio e diâmetro dos núcleos) e índice proliferativo (Ki-67), comparando estes dados com os obtidos no epitélio escamoso normal e de transição. Dentre 1400 casos de carcinoma de laringe (1994 a 2006), 5 casos (0,35%) de displasia acentuada/carcinoma in situ foram estudados. O grupo controle constituiu-se de dois indivíduos masculinos, não tabagistas e não etilistas de 52 e 78 anos. Observaram-se nos pacientes com displasia predomínio do sexo masculino, na 6º década e associação com tabagismo e etilismo. Comparando-se o epitélio displásico com o epitélio normal e de transição verificou-se que foi maior a área ocupada pelo primeiro, bem como o diâmetro do núcleo das células displásicas. O diâmetro dos núcleos por camada mostrou diferenças significativas no epitélio escamoso normal, mas não no epitélio displásico e de transição. O índice proliferativo foi maior no epitélio displásico que no escamoso normal e de transição com núcleos corados na camada basal/parabasal no epitélio escamoso normal e de transição e em todos os níveis no epitélio displásico
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8704
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4255_1.pdf3.97 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.