Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8701
Title: Variação sazonal da densidade e biomassa das espécies pertencentes à Família Ariidae no Eixo Leste-Oeste do Complexo Estuarino da Baía de Paranaguá (Paraná, Brasil)
Authors: AMARAL, Camila de Santana
Keywords: Peixes Estuarinos; Baía de Paranaguá(PR); Família Ariid
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Santana Amaral, Camila; Barletta, Mário. Variação sazonal da densidade e biomassa das espécies pertencentes à Família Ariidae no Eixo Leste-Oeste do Complexo Estuarino da Baía de Paranaguá (Paraná, Brasil). 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Estudos realizados em estuários de regiões tropicais e subtropicais têm mostrado a importância desses ecossistemas para os peixes pertencentes à Família Ariidae. No Estuário de Paranaguá, esta família é uma das mais abundantes, tanto em número de indivíduos quanto em peso. O presente estudo teve como objetivo principal estudar a variação espacial e temporal da densidade e biomassa dos peixes pertencentes à Família Ariidae no Estuário de Paranaguá. As amostragens foram realizadas mensalmente, entre junho/2000 e julho/2001, em três regiões do estuário (superior, intermediária e inferior). Os arrastos foram realizados com rede de arrasto com portas. Em cada área amostral foram realizadas seis réplicas. A análise de agrupamento dos dados abióticos (temperatura e salinidade) definiu dois grupos principais. O primeiro grupo compreendeu as amostras coletadas no estuário superior, e o segundo grupo foi formado pelas amostras dos estuários intermediário e inferior. As espécies da Família Ariidae contribuíram com uma densidade total de 766 ind.ha-1 (51%) e uma biomassa total de 26 kg.ha-1 (76%). Essa família foi representada pelas espécies Cathorops spixii, Genidens genidens, Aspistor luniscutis, G. barbus e Arius parkeri. C. spixii foi a espécie mais freqüente nesse ecossistema, com 49% de freqüência de ocorrência dentre todas as espécies encontradas, contribuindo com uma densidade total de 686 ind.ha-1 (45%) e uma biomassa total de 20 kg.ha-1 (60%). A biomassa de C. spixii variou significativamente, tanto entre regiões do estuário (p<0,01) quanto entre estações do ano (p<0,05), com os maiores valores no estuário médio, no início da estação chuvosa. A densidade de C. spixii apresentou diferenças significativas entre regiões do estuário (p<0,05), com maiores valores no estuário médio. A densidade de G. genidens (p<0,05) e a biomassa de A. luniscutis (p<0,01) também apresentaram diferenças significativas em relação às regiões do estuário, com maiores valores no estuário superior. A área do estuário foi o fator mais importante para a distribuição das espécies C. spixii, G. genidens e A. luniscutis no Estuário de Paranaguá. A grande abundância dos peixes da Família Ariidae vem demonstrar a importância desse ecossistema no ciclo de vida desses peixes, utilizando-o como área de reprodução, desova, desenvolvimento e recrutamento
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8701
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Oceanografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8180_1.pdf1.85 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.