Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8666
Título: Percepção dos usuários quanto à erosão costeira na praia da Boa Viagem, Recife (PE), Brasil
Autor(es): Márcia Vicente Leal, Mônica
Palavras-chave: Oceanografia; Erosão Costeira; Boa Viagem; Pernambuco
Data do documento: 2006
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Márcia Vicente Leal, Mônica; Ferreira da Costa, Monica. Percepção dos usuários quanto à erosão costeira na praia da Boa Viagem, Recife (PE), Brasil. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo: A percepção dos usuários das praias da Boa Viagem e do Pina quanto a erosão costeira e as obras de contenção planejadas para o local foi avaliada no verão de 2005. Foi desenvolvida uma ferramenta de pesquisa sócio-ambiental na forma de um questionário semi-estruturado. Para a formulação do questionário, foram levantados os conceitos teóricos e práticos que subsidiam as pesquisas sociais. Os mesmos foram adaptados para a pesquisa sócio-ambiental. Foram feitos testes piloto do questionário para seu aperfeiçoamento em agosto e setembro de 2004. O questionário final foi aplicado em Fevereiro e março de 2005 em 453 pessoas. Essas pessoas eram usuários da praia escolhidos randomicamente dentro de critérios de prioridade. A quantidade de entrevistas foi proporcionalmente distribuída ao longo dos diferentes trechos da praia, definidos segundo sua qualidade ambiental, e dias da semana e horas do dia. Foram então elaborados três manuscritos de trabalhos científicos: (i) sobre o desenvolvimento da ferramenta de trabalho, o questionário; (ii) sobre o perfil do usuário da parai da Boa Viagem e; (iii) sobre a sua percepção ambiental quanto a erosão costeira e opinião sobre as obras de contenção existentes e planejadas. O desenvolvimento do questionário levou a um produto final que continha 34 perguntas divididas em três partes (identificação, perfil e percepção). Esse questionário era aplicado em aproximadamente 15 minutos. As análises dos dados de performance dos entrevistadores recrutados e treinados pela equipe revelou que havia poucos vieses na pesquisa. A análise dos dados sobre o perfil dos usuários da praia da Boa Viagem revelou que a maioria deles é originária do Recife e da Região Metropolitana; tem idade entre 18-40 anos; tem renda entre 1-3 salários mínimos; tem escolaridade de ao nível de ensino médio; freqüentam a praia entre 11-20 anos em média com freqüência semanal no verão; passam cerca de 4 horas na paria a cada visita e; realizam principalmente atividades de movimento como andar, nadar e jogar bola. De forma geral, os usuários prefeririam que verbas públicas fossem investidas na melhoria da infra-estrutura da orla (calçada, banheiros, quiosques, limpeza e segurança, por exemplo). Quanto a sua percepção ambiental os usuários da praia de Boa Viagem não tem, em sua maioria, nenhum conhecimento sobre erosão costeira, mas percebam a existência de obras de contenção na paria. Eles têm opinião sobre essas obras, reconhecendo-as como paliativos para o avanço do mar . A grande maioria nunca ouviu falar do projeto de contenção, apesar da veiculação pela imprensa. Quando informados do projeto, a maioria discorda da sua realização, principalmente na forma proposta. Também sugerem que estudos mais detalhados do local e das suas potencialidades sejam feitos antes da implantação do projeto. Sugerem-se estudos de impacto ambiental e monitoramento morfodinâmico permanente da praia. Concomitantemente devem ser feitas avaliações, com rigor científico, quanto às perspectivas de uso do ambiente antes, durante e após a realização da obra, assim como cálculo da relação custo-benefício de sua implantação em termos financeiros e socioeconômicos. Finalmente, é importante que qualquer projeto que resulte em modificações significativas da dinâmica sócio-ambiental da praia da Boa Viagem leve em consideração as expectativas de seus usuários em relação ao ambiente natural que freqüentam e com o qual estabelecem uma relação estreita de longo termo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8666
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Oceanografia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8172_1.pdf1,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.