Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8657
Título: Avaliação periodontal clínica e microbiológica em mães de prematuros: estudo caso-controle
Autor(es): Von Söhsten Marinho, Erika
Palavras-chave: Periodontite; Bactérias; Anaeróbias; Prematuro
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Von Söhsten Marinho, Erika; Cimões Jovino Silveira, Renata. Avaliação periodontal clínica e microbiológica em mães de prematuros: estudo caso-controle. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Objetivo: Determinar os parâmetros clínicos periodontais e a frenquência bactérias periodontopatogênicas no biofilme subgengival de mães de prematuros comparativamente às mães de bebê a termo. Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo caso-controle envolvendo 40 mulheres . Foram incluidas 20 mães de prematuros no grupo caso, enquanto no grupo controle foram incluídas 20 mães de bebês a termo. Em até 48 horas após o parto, as participantes do estudo foram submetidas a uma entrevista contendo dados de identificação, sóciodemográfico, hábitos de vida, história gestacional atual e pregressa, e um exame periodontal, onde foram coletados dados de profundidade de sondagem, sangramento à sondagem, índice de plaxa e perda de inserção periondontal. Na análise microbiológica do biofilme subgengival foram analisadas a Tannerella forsythia, Treponema denticola, Porphyromonas gingivalis e Aggregatibacter actinomycetemcomitans, realizada através da técnica da PCR convencional. Resultados: As médias da perda de inserção clínica e sangramento à sondagem mostraram-se signficativamente superiores nas mães de bebês prematuros (p= 0,049; p=0,031, respectivamente). A Porphyromonas gingivalis mostrou-se significativamente mais frequente no grupo caso (p= 0,044). Conclusão: Sugere-s que a inflamação e perda de inserção periodontal bem como a presençã da Porphyromonas gingivalis no biofilme subgengival possam estar associados à prematuridade.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8657
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Odontologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8964_1.pdf1,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.