Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8648
Título: Avaliação dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral-alfa e interferon-gama em pacientes com Síndrome de Sjögren secundária à artrite reumatóide
Autor(es): Souza, Thayse Rodrigues de
Palavras-chave: Síndrome de Sjögren; Artrite reumatóide; Polimorfismos; Citocinas
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Rodrigues de Souza, Thayse; Alcino Monteiros Gueiros, Luiz. Avaliação dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral-alfa e interferon-gama em pacientes com Síndrome de Sjögren secundária à artrite reumatóide. 2012. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Resumo: Introdução: As citocinas desempenham um papel vital na regulação do sistema imunológico participando da patogênese de várias doenças auto-imunes, incluindo a síndrome de Sjögren. O objetivo deste estudo foi investigar a influência dos polimorfismos genéticos da interleucina-6, interleucina-10, fator de necrose tumoral alfa e interferon-gama na artrite reumatóide (AR), síndrome de Sjögren secundária (SSs) à artrite reumatóide e controles saudáveis (C). Materiais e métodos: Uma amostra de 138 pacientes foi dividida em três grupos, RA (n=66), SSs (n=20) e C (n=52). Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica mediante aplicação do teste de Schirmer, teste de fluxo salivar em repouso, biópsia de glândulas salivares menores e testes sorológicos para diagnóstico da SS e evolução da AR. Amostras de células da mucosa oral foram coletadas e o DNA isolado foi submetido a genotipagem mediante as técnicas de Restriction Fragment Length (IL-6, IL-10 e TNF-a) e PCR alelo-específica (IFN-y). Esses dados foram analisados e comparados com o polimorfismo de cada citocina. Resultados: Não houve diferenças significativas nos genótipos e freqüências alélicas das citocinas entre SSs e AR. As freqüências dos polimorfismos de IL-6-174GC e TNF-a -308GA em pacientes com artrite reumatóide (AR + SSs), foram significativamente diferentes dos pacientes controles. Os portadores do alelo G (IL-6) e A (TNF-a) foram significativamente associados com maior suscetibilidade à artrite reumatóide, mas não à SSs. O polimorfismo de IL-6 foi associado com a infiltração linfocitária em glândulas salivares menores, teste de Schirmer e com anti-CCP positivos. O polimorfismo de TNF-a foi igualmente associado à positividade de anti-CCP, anti-SSA e proteína C reativa. Conclusão: Estes resultados sugerem que os polimorfismos genéticos de IL-6 -174GC e TNF-a -308GA parecem estar associados com a susceptibilidade à AR, mas não à SSs. Ainda, o polimorfismo de IL-6 parece influenciar de alguma forma a presença de infiltrado inflamatório em glândulas salivares e lacrimais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8648
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Odontologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8941_1.pdf2,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.