Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8629
Title: Efeito da maré na distribuição vertical da meiofauna e de copepoda harpacticoida na praia arenosa de Maracaípe (Pernambuco, Brasil)
Authors: Patrícia Constantino da Silva, Alzira
Keywords: Meiofauna; Distribuição Vertical; Praia de Maracaípe - PE
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Patrícia Constantino da Silva, Alzira; Jorge Parreira dos Santos, Paulo. Efeito da maré na distribuição vertical da meiofauna e de copepoda harpacticoida na praia arenosa de Maracaípe (Pernambuco, Brasil). 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Este trabalho teve como objetivo identificar os fatores ambientais que determinam a distribuição vertical dos grupos de meiofauna e espécies de Copepoda Harpacticoida na praia de Maracaípe. Foi cavada uma trincheira de ≈50cm de profundidade em um ponto fixo no mediolitoral, sendo coletadas para cada estrato (E2 a E9) três réplicas para a meiofauna, granulometria, salinidade e microfitobentos. Os Harpacticoida foram colocados em tubos de Ependorff com formol a 4%, sendo posteriormente separados em morfotipos, dissecados e identificados. A morfologia da praia apresentou processos de mobilização de sedimento entre o supralitoral e o mediolitoral. A média de tamanho do grão variou de 0,224 a 1,078mm. A classificação do sedimento variou entre areia fina a média nos estratos superficiais e areia grossa a muito grossa nos estratos profundos. O grau de seleção do grão variou de pobremente a moderadamente selecionado. A meiofauna, composta por 14 grupos taxonômicos, apresentou densidades variando de 27 ind.10cm-2 a 908 ind.10cm-2. Nas coletas 1 e 2, Copepoda foi o grupo dominante, seguido de Nematoda; um padrão inverso ocorreu na última coleta. Copepoda Harpacticoida esteve representado por 19 espécies dentre as quais Schizoperopsis (P.) sp. foi a espécie dominante, seguida por Arenopontia (N.) indica e Noodtiela hoodensis. Houve diferenças significativas na densidade das associações da meiofauna e das espécies de Copepoda entre os estratos e entre as marés para todas as coletas. A estrutura da comunidade da meiofauna na coleta 1 apresentou forte correlação com temperatura, salinidade, areia média e areia muito fina (rs=0,710). Na coleta 2, houve correlação com a concentração de clorofila equivalente (rs=0,485) e na coleta 3 com a porcentagem de areia muito grossa e areia muito fina (rs=0,917). A distribuição vertical de Copepoda apresentou correlação significativa positiva com a porcentagem de areia fina, areia muito fina e curtose, com correlações significativas negativas com assimetria e média de tamanho do grão. Os padrões de distribuição vertical e migração da meiofauna e das espécies de Harpacticoida foram fortemente influenciados pela estratificação do sedimento e pela variação da maré, devido aos processos de mobilização de sedimento. A formação de microhabitats não uniformes nos estratos da coluna, com relação aos parâmetros ambientais, foi um fator relevante na determinação das relações existentes entre os organismos e o ambiente intersticial
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8629
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Oceanografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8138_1.pdf3.77 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.