Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8623
Title: As relações de poder e os novos modelos de gestão nas pequenas empresas:entre o moderno e o tradicional
Authors: Priscilla Houly Lopes Falcão, Paula
Keywords: Paternalismo;Modelos de gestão;Relações de poder;Pequenas empresas;Modernização
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Priscilla Houly Lopes Falcão, Paula; Marcos de Medeiros Gomes de Matos, Aécio. As relações de poder e os novos modelos de gestão nas pequenas empresas:entre o moderno e o tradicional. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Este estudo procura compreender as configurações do poder em pequenas empresas em face dos novos modelos de gestão adotados. Contextualizando as mudanças sociais e econômicas do cenário atual e apoiando-se em trabalhos de fundamentação psicossociológica, analisa como as pequenas empresas, que são marcadas historicamente por características de uma gestão centralizadora, têm se adaptado aos novos modelos de gestão, que visam, sobretudo, à descentralização e à autonomia. A fundamentação teórica contempla estudos sobre o poder nas organizações, mediante discussões sobre os processos da organização e sobre o poder numa perspectiva que compreende seu exercício sob as raízes de um sistema sociomental. Dessa maneira, destaca estruturas psíquicas do processo de poder organizacional que atuam ao exercer controles de tipo paternal e/ou maternal sobre os indivíduos. A revisão teórica contempla ainda os novos modelos de gestão e um modelo tradicional, de herança brasileira, denominado gestão paternalista. No desenvolvimento da pesquisa, privilegiou-se a abordagem qualitativa de análise de conteúdo, por meio de dez entrevistas realizadas em três empresas de pequeno porte do setor de serviços na região metropolitana de Recife. A sistematização das informações coletadas trilhou os seguintes passos: 1) préanálise, com a transcrição das entrevistas e leituras flutuantes , a fim de apreender possíveis índices temáticos; 2) exploração do material, o que possibilitou, a partir dos índices temáticos, escolher as categorias de análise, de critério semântico dos temas; 3) tratamento dos dados, o que permitiu, pela análise das mensagens, fazer inferências e interpretações dos dados. As categorias temáticas destacadas foram: modernização; modelos de gestão; poder; investimento no fator humano ; riscos ao funcionário e à empresa; autonomia e hierarquia; reconhecimento. O que se verificou é que as pequenas empresas, embora sintam a necessidade de se modernizar e tenham se esforçado para implantar tecnologia e modernos modelos de gestão, as implantações que ela tem efetuado se misturam a uma tradicional mas bem presente gestão paternalista. Assim, apesar de os modelos de gestão modernos implicarem nas grandes empresas um controle organizacional de tipo maternal, nas pequenas ainda prevalece o controle do tipo paterno, de identificação dos funcionários com a figura do dono como pai
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8623
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo807_1.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.