Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8488
Título: Repercussão da desnutrição e do treinamento aeróbio moderado sobre a estrutura da parede arterial de ratos em processo de envelhecimento
Autor(es): BRITO, Vitor Caiaffo
Palavras-chave: Desnutrição multicarencial; Treinamento aeróbio; Remodelamento arterial; Envelhecimento
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Caiaffo Brito, Vitor; Regina Arruda de Moraes, Silvia. Repercussão da desnutrição e do treinamento aeróbio moderado sobre a estrutura da parede arterial de ratos em processo de envelhecimento. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Foram avaliadas as repercussões tardias da desnutrição multicarencial no período de aleitamento e os possíveis efeitos e/ou alterações tanto do processo de envelhecimento como do treinamento aeróbio moderado (TAM) sobre o diâmetro luminal e a área da túnica média da parede das artérias carótida comum esquerda, aorta horizontal e aorta torácica de ratos em processo de envelhecimento. Vinte e quatro ratos machos, Wistar, foram separados de acordo com a dieta recebida e o TAM em: GNS Nutrido Sedentário, GNT Nutrido Treinado, GDS- Desnutrido Sedentário e GDT Desnutrido Treinado. Aos 10 meses de vida, o GNT e o GDT foram submetidos ao TA, em meio aquático, durante 8 semanas. Em seguida, os ratos foram anestesiados, sacrificados e, posteriormente, foram coletados fragmentos arteriais para o processamento histológico. A área da túnica média dos vasos arteriais foi mensurada através da diferença entre as áreas externas e internas da parede arterial e o diâmetro luminal foi mensurada a partir da média de 2 diâmetros medidos a partir de 4 pontos marcados na camada interna do vaso. A área da túnica média apresentou diminuição na aorta horizontal quando comparamos os grupos GNS (335566,83 ± 58149,13) x GDS (259487,72 ± 51742,44), [p = 0,015] e um aumento da artéria carótida comum esquerda entre os grupos GNT (36531,42 ± 4164,45) e GNS (23663,72 ± 3036,43) [p = <0,001]. A aorta torácica apresentou um aumento significativo do diâmetro luminal ao compararmos o GDS (798,98 ± 69,83) com o GDT (980,35 ± 154,62) [p = 0,041]. Tanto a desnutrição multicarencial induziu alterações parciais na parede aorta horizontal, como também o TA, foi capaz de promover mudanças na área da túnica média da artéria carótida comum esquerda e no diâmtro luminal da aorta tórácica
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8488
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Patologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4197_1.pdf1,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.