Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8464
Título: Manipulação nutricional e/ou serotoninérgica no período gestacional em ratos: estudo do comportamento alimentar dos filhotes
Autor(es): Cesiana da Silva, Matilde
Palavras-chave: Desnutrição;Gestação;Serotonina;Comportamento alimentar;Ratos
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cesiana da Silva, Matilde; Manhães de Castro, Raul. Manipulação nutricional e/ou serotoninérgica no período gestacional em ratos: estudo do comportamento alimentar dos filhotes. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: O ambiente intrauterino exerce importante influência sobre o desenvolvimento fetal alterando uma diversidade de mecanismos regulatórios adultos. O presente estudo teve como objetivo avaliar as repercussões da desnutrição e/ou manipulação do sistema serotoninérgico durante a gestação, sobre o desenvolvimento do comportamento alimentar em ratos. Ratas da linhagem Wistar foram desnutridas e/ou tratadas com inibidor seletivo de recaptação da serotonina durante a gestação. Durante a lactação, foram avaliados parâmetros do comportamento alimentar, como duração de sucção e quantidade de leite ingerido. Aos trinta e cinco dias de vida foi avaliada a Seqüência Comportamental de Saciedade após injeção aguda de fluoxetina. Com essas modificações do ambiente fetal associadas a análises comportamentais, pode-se identificar o perfil de alterações que podem ser promovidas sobre parâmetros importantes que constituem o comportamento alimentar. No presente estudo, a desnutrição e o tratamento com fluoxetina na gestação promoveram modificações na duração de sucção, ingestão de leite e na seqüência comportamental de saciedade em ratos pré-adolescentes. A desnutrição promoveu hipo-responsividade à fluoxetina, indicando alterações no controle serotoninérgico do comportamento alimentar. O contato prévio com a fluoxetina durante a gestação também alterou a resposta a esse fármaco após o desmame. Esses resultados indicam que alterações do ambiente uterino, como a desnutrição e o tratamento com fluoxetina podem alterar funcionalmente mecanismos de controle do comportamento alimentar. Dentre os vários componentes desse comportamento, a saciedade parece ser particularmente afetada
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8464
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3992_1.pdf540,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.