Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8462
Título: Criptatos de Ln(III) conjugados à Concanavalina A: marcadores ópticos de tecidos mamários humanos
Autor(es): MENEZES, Elisabete Henriquetta Soares de Carvalho
Palavras-chave: Criptatos de lantanídeos; Concanavalina A; Histoquímica com lectinas
Data do documento: 2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Henriquetta Soares de Carvalho Menezes, Elisabete; Alves Junior, Severino. Criptatos de Ln(III) conjugados à Concanavalina A: marcadores ópticos de tecidos mamários humanos. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Química, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Resumo: O presente trabalho descreve o estudo espectroscópico de tecidos de mama humana sadios e com neoplasias maligna (Carcinoma Ductal Infiltrante - CDI) e benigna (Fibro- adenoma - FIB) submetidos à histoquímica com lectina, utilizando-se para tal finalidade conjugados obtidos a partir da interação entre a Concanavalina A (Con A) e criptatos de Lantanídeos(III) (criptatos de Ln(III)). Inicialmente foram sintetizados e caracterizados criptatos de fórmula geral Ln(III) µ [(bipy)2py(CONHCH2CH2NH2)2], onde Ln(III)= Tb(III) ou Eu(III), de acordo com metodologia descrita na literatura. A Con A foi conjugada aos criptatos de Ln(III) e a conjugação foi verificada via teste de atividade hemaglutinante. Amostras de tecidos mamários humanos normais e diagnosticados com CDI e FIB foram marcados com os conjugados Con A-criptato de Ln(III) e uma amostra de tecido com CDI foi marcada simultaneamente com o conjugado Con A-criptato de Eu e hemato- xilina/eosina (H.E.). As amostras foram, então, submetidas a medidas de espectroscopia de emissão. Os dados obtidos foram comparados em termos das intensidades de emissão das bandas de emissão característica para cada íon lantanídeo e tratados via Análise de Componentes Principais (PCA), que mostraram razoável separação dos casos por diagnós- tico. A análise da amostra marcada concomitantemente com o conjugado Con A-criptato de Eu(III) e H.E. mostrou ser possível submeter uma mesma amostra a duas metodolgias diferentes de marcação, sem perdas de informação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8462
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Química

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6565_1.pdf3,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.