Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/843
Title: Aspectos da associação de fungos micorrízicos arbusculares (Glomeromycota) em videira (Vitis sp.)
Authors: de Oliveira Freitas, Nicácio
Keywords: Micorriza arbuscular; Sustentabilidade; Ácido húmico
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Oliveira Freitas, Nicácio; Costa Maia, Leonor. Aspectos da associação de fungos micorrízicos arbusculares (Glomeromycota) em videira (Vitis sp.). 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: O efeito da micorrização e a atividade microbiana foram investigados em solo de: a) parreirais sob manejo orgânico e convencional; b) cultivado com mudas de videira enxertadas (IAC 766/Crimson Seedless) recebendo ácido húmico. As mudas foram inoculadas ou não com Gigaspora margarita e Glomus clarum em Argissolo Vermelho Amarelo (AVA) e Argissolo Amarelo (AA), constituindo experimentos independentes. No 1º experimento, a colonização micorrízica (CM) e o número de esporos foram duas e três vezes maiores, respectivamente, no cultivo orgânico em relação ao convencional. A emissão de CO2 e a biomassa microbiana (C-BM) e a atividade de hidrólise do diacetato de fluoresceína aumentaram de 100 a 200% no cultivo orgânico. Foram registradas, respectivamente, 12 e nove espécies de FMA no cultivo orgânico e no convencional. Maior esporulação dos FMA nas culturas armadilha foi registrada aos 90 dias em solo manejado organicamente e aos 135 dias no sistema convencional. Na 2º experimento com o AVA, videiras associadas com G. margarita tiveram incremento > 200% no C-BM em relação aos demais tratamentos. O desenvolvimento das mudas foi estimulado pela aplicação do ácido húmico e G. clarum. No experimento com AA, houve efeito positivo da inoculação micorrízica e/ou aplicação do ácido húmico sobre o crescimento das mudas, atividade enzimática e C-BM. A micorrização + ácido húmico aumentaram a biomassa da parte aérea. Mas, na ausência do ácido húmico, apenas a simbiose com G. clarum promoveu o crescimento das plantas, resultando em maior C-BM no solo. Manejo orgânico nos parreirais favorece a micorrização e a atividade microbiana em relação aos sistemas convencionais, enquanto benefícios da micorrização e da aplicação de ácido húmico dependem do isolado de FMA e do tipo de solo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/843
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biologia de Fungos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4603_1.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.