Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8388
Title: Consumo alimentar de ferro e anemia ferropriva em pré-escolares do município de Vitória de Santo Antão, PE
Authors: Nunes Salviano, Flávia
Keywords: Anemia ferropriva;Adequação dietética;Estado nutricional;Fatores sócioeconômicos
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Nunes Salviano, Flávia; de Arruda Câmara e Siqueira Campos, Florisbela. Consumo alimentar de ferro e anemia ferropriva em pré-escolares do município de Vitória de Santo Antão, PE. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Introdução: A anemia ferropriva resulta da interação de múltiplos fatores etiológicos que levam a um desequilíbrio entre as necessidades do organismo e a quantidade absorvida de ferro. A adequação dietética dos micronutrientes deve ser uma preocupação constante durante a infância. Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar a associação entre a concentração de hemoglobina e consumo de ferro biodisponível com variáveis sócio-econômicas e fatores de risco para anemia. Métodos: Estudo transversal descritivo realizado no período de abril a julho/2008 em escolas municipais de Vitória de Santo Antão, PE. A amostra constou de 292 crianças, ambos os sexos, entre 2 a 6 anos, nas quais foram realizados avaliação antropométrica, hemograma completo, inquérito dietético com adequação estimada de acordo com as Dietary Reference Intakes DRI s. Os marcadores de risco foram: características sócio-econômicas, peso ao nascer, aleitamento materno exclusivo, introdução de alimentação complementar e presença de morbidades. Resultados: A prevalência de anemia foi de 16,5%. Não foi observada associação estatisticamente significativa entre a anemia, sexo e estado nutricional. O percentual de inadequação do consumo de ferro (84,4%) foi elevado em todas as faixas etárias, e o consumo de vitamina C apresentou 90,6% acima da necessidade média estimada (EAR). Quanto à freqüência de consumo alimentar e anemia, foram significantes para os alimentos: ovo (p = 0,023) e acerola (p= 0,019).Verificou-se associação entre o consumo de vitamina C e níveis de hemoglobina (p = 0,026) e de ferro total e hemoglobina corpuscular média HCM (p = 0,037). Verificou-se associação estatisticamente significante (p = 0,000) entre a presença de anemia e as características sócio-econômicas, peso ao nascer, aleitamento materno exclusivo, idade do desmame e presença de morbidades prévias. Conclusão: Os resultados reforçam a importância de se conhecer o consumo alimentar das crianças e fatores determinantes da anemia no país para estabelecer melhor a sua associação com a ocorrência da anemia e, dessa maneira, subsidiar as políticas de saúde e nutrição que visam solucionar o problema
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8388
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3878_1.pdf932.51 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.